Sábado, 28 Maio de 2022
PUBLICIDADE
POLÍTICA | CUIABÁ - MT
04/02/2022 - 18:41
Prefeito edita decreto e libera shows neste fim de semana e música ao vivo em bares e restaurantes em Cuiabá
Foi retirada a palavra "espaços" do trecho do decreto que limitava a capacidade do público em 30%, isentando teatros, cinemas, bares e restaurantes com música ao vivo.
O ÂNCORA MT
Restrições de eventos em espaços públicos são alteradas em novo decreto em Cuiabá. Foto: Prefeitura de Cuiabá. Reprodução

O prefeito Emanuel Pinheiro editou o decreto publicado na terça-feira (1°) e liberou shows neste sábado (5) e domingo (6), em Cuiabá. Na nova edição, publicada nesta sexta-feira (4), também foi retirada a palavra ‘espaços’ do trecho do decreto que limitava a capacidade do público em 30%, isentando teatros, cinemas, bares e restaurantes com música ao vivo.

De acordo com o prefeito, foi realizada uma reunião com representantes do setor de eventos musicais logo após a publicação do decreto. Os profissionais alegaram que as restrições poderiam causar prejuízos econômicos para a categoria.

Com isso, segundo a prefeitura, foi feito um acordo para a exclusão da descrição ‘espaços’, considerando que a palavra é muito ampla e poderia causar problemas, já que qualquer lugar pode ser considerado um espaço.

Na nova edição do decreto, a limitação de público de 30% da capacidade máxima do ambiente se aplica apenas para casas de shows.

Os representantes também alegaram que a publicação do decreto para evitar aglomerações ficou muito próxima da data de realização dos eventos já previstos. Por isso, segundo o prefeito, foi liberado os shows marcados para este fim de semana, desde que seja apresentado o comprovante de vacinação contra a Covid-19 na entrada.

Também foi incluída a determinação de suspensão de eventos de Carnaval, entre os dias 21 de fevereiro a 2 de março.

Entre os motivos que levaram à adoção das novas regras, estão o aumento de casos de Influenza e de Covid-19, o aumento da taxa de ocupação dos leitos hospitalares nos estabelecimentos públicos e privados de saúde de Cuiabá, por pacientes infectados com o novo coronavírus.


Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE