Terça, 26 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
POLÍTICA | PESQUISA ELEITORAL
30/07/2020 - 21:57
Pesquisa mostra que Delegado Adilson lidera e que Sandro Saggin tem o menor índice de rejeição
"Pesquisa quantitativa foi feita com entrevistas pessoais no município de Barra do Garças-MT, com questionário elaborado de acordo com os objetivos da pesquisa".
Jozean Benício de Almeida
Pesquisa motra Delegado Adilson como líder, seguido de Paulo Raye, Sandro do Cathedral e Wellington Marcos. / Foto: Reprodução O+Positivo

Uma nova pesquisa realizada em Barra do Garças-MT, pelo jornal O+Positivo, e registrada no Tribunal Superior Eleitoral sob o número MT-00831/2020 entrevistou 400 pessoas de todas as regiões da cidade, e mostrou que o líder na entrevista é o delegado Adilson Gonçalves (PSD) com 23,69%, na sequencia Paulo Raye (Pros) com 21,95% e em terceiro o advogado e empresário Sandro do Cathedral (Podemos), com 15,46%. Welington Marcos (Democratas) atingiu 8,23% seguido por Domingos Sávio (PRTB) com 2,49%.

28,18% não souberam ou não responderam.

Segundo a pesquisa, o menor índice de rejeição é do pré-candidato Sandro do Cathedral, com 6,48%, já o vice-prefeito Welington Marcos tem 9,48% de rejeição e Adilson Gonçalves 9,23%, o vereador Paulo Raye tem 23,19% e o advogado Domingos Sávio 14,56% de rejeição.

Uma outra pesquisa feita entre os dias 26 e 27 de junho pela Folha de Caiapônia (Ideal Pesquisa), na ocasião foram ouvidos 420 eleitores e também foi registrada no Tribunal Superior Eleitoral através do número MT-04693/2020.

Considerando as duas pesquisas é possível ver que o advogado Sandro do Cathedral saltou para o terceiro lugar em relação a última pesquisa, Welington Marcos caiu para quarto. Paulo Raye que estava em primeiro na pesquisa da Folha de Caiapônia ficou atrás do delegado Adilson que ocupou a preferência na intenção dos votos na pesquisa do jornal O+Positivo.

Na pesquisa da Folha de Caiapônia, Domingos Sávio (PRTB) e Edivaldo Pereira (PCdoB), ficaram com 3,81%, e Wendel Lacerda (DC) vem com 3,33%.

A pesquisa também foi feita de forma que os profissionais não falaram os nomes dos pré-candidatos, segundo o site O+Positivo o resultado foi o seguinte:

"Adilson Gonçalves segue com pequena vantagem (12,22%) em relação a Paulo Raye (9,72%). Sandro da Cathedral também está em terceiro aqui, com 7,98% da preferência. Welington Marcos atingiu 1,99% e outros nomes lembrados 1,74%. 66,35% não souberam ou não responderam."


A PESQUISA

"A amostragem da pesquisa é realizada em dois estágios. No primeiro, os setores censitários são sorteados com probabilidade proporcional ao tamanho (método PPT). No segundo, (e último) os respondentes são selecionados a partir de cotas proporcionais, considerando as variáveis sexo, faixa etária, grau de instrução e nível econômico, estabelecidas de acordo com dados do TSE (06/2020) e IBGE (2010).

O sistema interno de controle e verificação, conferência e fiscalização da coleta de dados e do trabalho de campo, com coleta de dados com o uso de tablets (questionário com questões espontâneas e estimuladas), enviando as coletas diretamente do campo para a base de dados das entrevistas. A equipe é formada por 5 entrevistadores treinados, com acompanhamento de um supervisor, realizando a verificação no próprio local.

A pesquisa quantitativa foi feita com entrevistas pessoais no município de Barra do Garças- Mato Grosso, com questionário elaborado de acordo com os objetivos da pesquisa. O universo (população de interesse) é constituído pelos eleitores registrados em Barra do Garças, com idade igual ou superior a 16 anos (46.109 eleitores, de acordo com dados de 06/2020 do TSE). Foram entrevistados 400 barra-garcenses de todos os setores do município. O intervalo de confiança estimado é de 95% com margem de erro estimado de 4,9%, para mais ou para menos.

Em Barra do Garças 47,75% dos entrevistados são do sexo masculino 52,25% feminino. A idade é de 16 a 24 anos para 13,75%; 25 a 34 anos para 20,50%; 35 a 44 anos para 20,25%; 45 a 59 anos para 25% e 60 anos ou mais para 20,50%. O grau de instrução de 35,50% é Analfabeto/Fundamental; 39% Médio e 25,50% Superior. Já o nível econômico de 61% é até 1 salário mínimo; 20,25% mais de um a dois salários mínimos; 13% mais de dois a cinco salários mínimos e 5,75% mais de cinco salários mínimos.

Mais informações sobre a pesquisa podem ser encontradas no site do TSE em: www.tse.jus.br/eleicoes/pesquisa-eleitorais/consulta-as-pesquisas-registradas"


FONTE: Jornal O+Positivo 

             
    PUBLICIDADE