Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
POLÍTICA | BARRA DO GARÇAS MT
04/11/2020 - 20:53
Justiça Eleitoral suspende pesquisa que apontava Delegado Adilson na liderança
Decisão foi tomada por não haver na descrição a origem dos recursos para a realização da pesquisa.
Por Jozean Benício, O Âncora MT
Delegado Adilson Gonçalves (PSD). / Foto: Reprodução redes sociais

A Justiça Eleitoral suspendeu a divulgação de pesquisa de número MT-06939/2020 realizada em Barra do Garças, município do Médio Araguaia, após não haver na descrição a origem dos recursos para a realização da pesquisa. 

Ainda que uma pesquisa seja realizada com recursos próprios, observa-se que o art. 2º, inc. II, Res. 23.600/2019/TSE, exige a descrição da origem dos recursos, o que não aconteceu na pesquisa em que Delegado Adilson ficou à frente. 

Os dados da pesquisa foram colhidos nos dias 21 e 22 de outubro, pelo Instituto Goiano EPP, a divulgação foi feita na última sexta-feira (30/10), o Juiz Douglas Bernardes Romão da 009ª Zona Eleitoral decidiu pela retirada quatro dias depois. 

Caso haja descumprimento, a decisão estipula um multa de 1.000 (um mil reais). Segundo o documento, nota-se que o registro da pesquisa aponta que o cargo ao qual foi aplicado o método "survey" trata-se de prefeito. Entretanto, no questionário registrado verifica-se questão relativa a cargo diverso, qual seja, vereador, contrariando o art. 2º, inc. X, Res. 23.600/2019/TSE. 

A equipe que assinou a petição apontou que houve diferença no número de entrevistados para o número divulgado. A pesquisa diz ser 472 entrevistados, enquanto os advogados alegam 471.

             
    PUBLICIDADE