Sábado, 16 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
POLÍTICA | BALIZA GO
01/11/2020 - 12:55
Coligação de Baliza-GO publica nota de repúdio à ofensas da oposição
Às ações da oposição ofenderam e atacaram membros e apoiadores da candidata a prefeita pelo partido Democratas, Fernanda Nolasco.
O Âncora GO
Nota publicada pela Coligação. / Foto: Reprodução

A Coligação Por Amor à Baliza, publicou neste dia 31 de outubro, uma nota de repúdio à ações da oposição que ofenderam e atacaram membros e apoiadores da candidata a prefeita pelo partido Democratas, Fernanda Nolasco. 

A nota mostra algumas das práticas de ofensas, entre elas: 

- O machismo estrutural e estruturante em funcionamento e que está posto pela

coligação adversária, que se projeta na frase: “O homem vem aí”, repetida

exaustivamente e por meio da qual lemos uma tentativa de desprestigiar a atual

gestora do município e candidata à reeleição. Argumento sustentado na ideia

machista de que, supostamente, homens seriam mais aptos que as mulheres à vida

pública.

- Salientamos que o Brasil tem em sua história uma árdua luta pela participação de

mulheres na política, desde a luta para votar, conquistada em 1932, até o direito de

ser votada conquistado em 1933. Sobretudo, para cargos majoritários (presidenta,

governadora, prefeita). Nos 520 anos do Brasil recente, 01 mulher foi eleita

presidenta do país, Goiás ainda não teve 01 mulher governadora e Baliza teve a

primeira mulher eleita de sua história nas eleições de 2016. Em resumo, no Brasil

somente 15% de mulheres ocupam cargos públicos.

- As atitudes e gestos do senhor, Juarez Pereira (Juarez do Bebedouro), ex-vereador

por Baliza, que tem encabeçado uma campanha estruturada no discurso de ódio e

da violência gratuita, numa rede de mentiras e Fake News, via mídias sociais e nos

bastidores eleitorais, direcionando acusações e agressões que afrontam à honra, à

moral, à condição de mulher e de mulheres que são lideranças políticas, à memória

da candidata a prefeita Fernanda Nolasco, de candidatos a vereadores e de

apoiadores de nossa coligação. 

- Ressaltamos que o embate político, o debate de ideias é necessário e saudável e

faz parte do processo eleitoral, mas adversários precisam se respeitar e respeitar a

memória uns dos outros, sobretudo a memória de seus mortos. Entendemos que não

é justo nem admissível o gesto cruel de usar a dor das pessoas, de mexer em suas

perdas para fazer política, como o senhor Juarez fez ao se referir ao Cemitério

municipal. 

- Ações, como as da noite do dia 29/10, nas quais circularam uma mensagem

intitulada: “Elas se merecem”, em ataque a honra e a dignidade da senhora Frankleny

Gonçalves, que optou por assinar a renúncia à candidatura, no dia 28/10/2020. Não

sendo suciente a campanha difamatória em curso, orquestraram e criaram um

grupo de WhatsApp denominado: “Boa noite irmã!!!”, tendo como partícipes

mulheres, professoras, advogadas, trabalhadoras rurais, donas de casa etc., que se

juntaram com o objetivo de difamar, praticar coação eleitoral e atacar uma mulher

por seu posicionamento político.

- A misoginia, o machismo estrutural funcionando em mulheres e contra

mulheres. Para que se veja as nuances do machismo e da misoginia praticados

neste ato, perguntamos: Homens sairão do 11, homens se organizaram para retaliá-los sociocultural e moralmente? Macularam suas honras por mudarem de posição? 

Diante deste triste e assombroso cenário, a Coligação Por Amor à Baliza, sente

necessidade dar notícia desses fatos à população e reiterar seu profundo repúdio a

todo e a qualquer tipo de violência ou agressão: física, verbal, psicológica, moral, ou

de qualquer ordem contra todo e qualquer cidadão balizense. Rearma sua posição

de luta em defesa dos ideais democráticos, pois acreditamos ser possível participar

de um processo político sério e de uma campanha pautada em propostas, na qual

as pessoas tenham suas vidas respeitadas, não sendo expostas a atos violentos e

criminosos como os que temos sofrido.

Acompanhe a nota na íntegra:


             
    PUBLICIDADE