Segunda, 02 Agosto de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | LUZIÂNIA GO
28/01/2021 - 12:32
Preso jovem condenado a 10 anos de prisão por chefiar grupo que assaltava ônibus em Goiás, diz Polícia Militar
Segundo equipe do Comando de Operações de Divisas, ele estava trabalhando em uma construção em Luziânia quando foi reconhecido e detido. Corporação afirmou que rapaz já tinha sido preso três vezes, mas havia fugido dos presídios.
O Âncora GO
Preso com documento falso suspeito de ser líder foragido de grupo que assaltava ônibus em Goiás. / Foto: Reprodução/COD.

O Comando de Operações de Divisas (COD) prendeu um jovem de 26 anos condenado a dez anos de prisão por chefiar um grupo de cerca de 20 pessoas que assaltava ônibus em rodovias federais que cortam Goiás. De acordo com a corporação, ele era foragido da Justiça, pois já tinha sido detido três vezes, mas conseguiu fugir dos presídios em que foi colocado.

A reportagem não teve acesso a dados sobre a defesa do preso para pedir um posicionamento sobre a prisão e a condenação.

A condenação do jovem foi dada em 2014 pelos crimes de roubo, receptação, tráfico de drogas, posse ilegal de arma de fogo e associação criminosa.

A equipe de policiais prendeu o jovem na quarta-feira (27), enquanto fazia uma abordagem de rotina em um canteiro de obras em Luziânia-GO, no Entorno do Distrito Federal. Segundo o capitão da PM Sebastião da Costa Martins, os policiais suspeitaram do investigado, verificaram a documentação dele e perceberam que ele usava identidade falsa.

"Quando aprofundaram na checagem do indivíduo, viram que se tratava do líder dessa quadrilha que teve 19 pessoas presas em 2013. Era um grupo muito violento, com armamento pesado e que trocou tiros com policiais várias vezes", afirmou.

A operação citada pelo capitão foi batizada de Faroeste Caboclo. À época, os policiais registraram que o foco dos criminosos eram ônibus que trafegavam pela BR-040, entre Paracatu -MG  e Brasília, e pela BR-050, entre Uberlândia-MG e Cristalina-GO.

Imagens divulgadas à época mostram policiais perseguindo um carro com criminosos e trocando tiros. Há gravações ainda de uma abordagem a um ônibus.

No sistema do Tribunal de Justiça do Estado de Goiás (TJ-GO), há processos em que ele também aparece como investigado por crimes de homicídio.



Fonte: G1 GO

             
    PUBLICIDADE