Segunda, 23 Maio de 2022
PUBLICIDADE
POLÍCIA | NOVA UBIRATÃ - MT
24/01/2022 - 17:33
Policial aborda menor, pai tenta tomar arma e ambos acabam baleados na briga
O policial Civil W. S. levou um tiro na mão, com a própria arma, durante a abordagem de um adolescente, de 17 anos, que estava dirigindo uma carreta na MT-242.
O ÂNCORA MT
Bárbara Sá | RDNews. Fonte: Reprodução

O policial Civil W. S. levou um tiro na mão, com a própria arma,  durante a abordagem de um adolescente, de 17 anos, que estava dirigindo uma carreta na MT-242, nas proximidades de Nova Ubiratã (MT), na madrugada de ontem (22).  O delegado da cidade,  Márcio Portela, explicou que as informações são preliminares, mas que até o momento, foi levantado é que o  menor estava dirigindo um caminhão com mais duas pessoas e que agente resolveu abordar.

“Quando isso aconteceu,  o pai desse adolescente chegou em um outro carro e agarrou o policial, iniciando uma luta corporal. Em seguida, o outro ocupante do veículo  foi  pegar a arma que estava na mão do policial, quando ocorreu um disparo. Esse disparo atingiu a mão do policial e a mão desse que tentou retirar a arma.  A mão desse ocupante atingiu só o dedo.  Ele levou pontos no hospital  e não corre perigo”, conta Márcio Portela.

Já a mão do policial, segundo ainda o delegado, foi atingida com mais gravidade e precisou de cirurgia,  realizada ontem,  no período da manhã.” Ele está sob observação. Até o momento foi isso que foi apurado. No decorrer da semana,  tomaremos as devidas providências quanto apuração desses fatos”, afirmou.

Dois boletins de ocorrências foram registrados. No primeiro,  efetuada pela Polícia Militar, detalha que uma guarnição foi acionada para resgatar a arma do policial civil, que estava próximo ao armazém do Schichieri. Segundo o BO, quando os  PMs  chegaram ao local, encontrou uma equipe médica atendendo o homem que tentou tirar a arma do agente da PJC e o próprio investigador.

O BO narra que as  pessoas estavam bastante exaltadas. E a arma já estava com uma terceira pessoa. Ambos foram encaminhados para o Hospital Regional de Sorriso (MT).

Diante da situação,  os policiais militares começaram a colher dados para entender a situação. Foi quando os suspeitos fugiram do local, tomando rumo ignorado. A Polícia Militar fez rondas pela região e buscas na casa e residencia, contudo,  ninguém   foi encontrado até o momento.

Outro BO narrando a situação foi lavrado pela Polícia Civil para abertura das investigações. O delegado Márcio Portela informou que nesta semana começa a tomar depoimentos dos envolvidos na confusão para fazer as devidas responsabilizações.


Fonte: RDNews

             
    PUBLICIDADE