Sábado, 16 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | ALTO ARAGUAIA - MT
23/07/2021 - 15:51
Polícia prende trio por forjar latrocínio; mandante pediu até para levar tiro
A apuração da Polícia Civil constatou que o crime foi forjado pelo próprio dono da chácara.
O ÂNCORA - MT
Viatura . / Foto: Reprodução

A Polícia Civil em Alto Araguaia esclareceu um latrocínio forjado que ocorreu nesta quinta (22), na zona rural do município, e prendeu três pessoas em flagrante por homicídio qualificado. O crime ocorreu pela manhã, em uma chácara a aproximadamente 20 quilômetros de Alto Araguaia.

Dois homens, a mando de uma terceira pessoa, que é proprietário da chácara, simularam um roubo e mataram a tiros João Marciano Moraes Irigaray, de 44 anos. Foram presos os dois executores do crime, de 21 e 23 anos, e o proprietário da chácara, de 40 anos – que chegou até a pedir que executores disparassem contra ele como forma de dar mais veracidade à trama.

A equipe do hospital municipal de Alto Araguaia acionou a polícia informando que havia duas pessoas feridas por disparos de arma de fogo em uma chácara e a ambulância estava a caminho. A vítima, João Marciano, foi a óbito no local e a segunda pessoa foi socorrida, com um ferimento no ombro.

Investigações

Imediatamente após o crime, a equipe de investigação da Delegacia de Alto Araguaia, com apoio da Polícia Militar, realizou várias diligências e conseguiu chegar aos executores. Com eles foram apreendidos três revólveres, duas espingardas, várias munições, celulares, talões de cheques e outros objetos levados da chácara durante o roubo forjado.

A apuração da Polícia Civil constatou que o crime foi forjado pelo próprio dono da chácara, que inclusive, disse aos executores para que disparassem contra ele como forma de dar mais veracidade à trama. Identificado como o mandante do crime, ele foi preso em flagrante em uma unidade hospitalar em Rondonópolis, para onde foi encaminhado para atendimento. Após receber alta médica, ele será encaminhado à Penitenciária Major Eldo Sá Corrêa.

Os três foram autuados em flagrante pelo delegado Fábio Nahas Pereira por homicídio qualificado. O delegado fará representação à Justiça pela conversão do flagrante em prisão preventiva.

As investigações prosseguem para apurar a motivação do crime. (Com Assessoria)


Fonte: RDN News

             
    PUBLICIDADE