Sábado, 16 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | GOIÂNIA GO
28/10/2020 - 16:35
Pedreiro suspeito de estuprar menino é preso após vítima mandar áudio para a mãe pedindo socorro, em Goiânia-GO
Segundo polícia, homem de 53 anos era amigo da família da vítima, que tem 10, e estava sozinho com ela no momento do crime.
O Âncora GO
Caso é investigado pela Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (DPCA) de Goiânia-MT. / Foto: Reprodução Thais Barbosa TV Anhanguera

Um pedreiro de 56 anos foi preso em flagrante suspeito de estuprar um garoto, de 10, em Goiânia-GO. Segundo a Polícia Civil, ele é amigo da família da vítima e teria cometido o crime quando ficou sozinho com ela. O menino conseguiu enviar uma mensagem de áudio para a mãe contando do ocorrido, o que a motivou ir até a delegacia para denunciar o caso.

O crime e a prisão ocorreram na terça-feira (27). Conforme a corporação, o suspeito negou as acusações. O G1 contatou a defesa dele, por mensagem, às 13h40 desta quarta-feira (28), e aguarda retorno.

De acordo com a delegada Caroline Borges, responsável pelo caso, o homem conhece a família do menino e como estava passando perto da casa deles, resolveu entrar para tomar um café. Nesse momento, eles acabaram ficando sozinhos.

"A mãe do menino tinha um compromisso e o suspeito disse que poderia ficar um pouco mais. Ela saiu e então deixou o menino com o suspeito. Foi quando o crime foi cometido", disse ao G1.

Em dado momento, o menino conseguiu se desvencilhar, correu para o banheiro e mandou um áudio para a mãe pedindo ajuda. Logo depois, o homem acabou indo embora.

A mãe retornou para casa, encontrou o filho bastante abalado, e foram para a delegacia denunciar o caso. A polícia foi até a casa do homem e conseguiu localizá-lo.

A mãe do garoto prestou depoimento e disse que o homem, até então, era de "extrema confiança" e que ficou "surpresa" com o que ocorreu. Aos policiais, o menino, que chegou a passar mal na delegacia, disse que essa era a primeira vez que teria sido vítima do pedreiro.

Ele foi autuado em flagrante por estupro de vulnerável. Se for condenado, pode pegar uma pena de até 15 anos.


Fonte: G1 GO

             
    PUBLICIDADE