Quarta, 27 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | BARRA DO GARÇAS MT
13/11/2020 - 20:50
Ministério Público Eleitoral, PF e PM atuarão com rigidez nas eleições em Barra do Garças e região
A PF está monitorando várias pessoas há dias para inibir prática de crime eleitoral, disse o delegado Murilo de Oliveira.
O Âncora MT / Semana 7
Forças de Segurança em coletiva de imprensa. / Foto: Reprodução

A Promotoria Eleitoral, Polícia Federal e Polícia Militar do 5º Comando Regional se uniram para atuar rigidamente antes e depois das eleições deste ano. Informações repassadas na coletiva de imprensa desta sexta-feira (13), na sede da Promotoria de Justiça de Barra do Garças, afirmam que o Ministério Público Eleitoral já está atento em todo processo eleitoral e candidatos que forem identificado usando da prática de compra de votos, classificado como crime eleitoral, sofrerá os rigores da Lei.

Na reunião, foi decidido como será a atuação do policiamento nas ruas e nas zonas eleitorais para que não ocorra propaganda eleitoral como entrega de santinhos, aglomeração de pessoas e boca de urnas, que estão proibidos depois das 22h de sábado (14). A polícia também observará pessoas que estacionam veículos adesivados nas proximidades dos locais de votação, que possam caracterizar propaganda eleitoral.

“O Ministério Público Eleitoral juntamente com as forças policiais tem conhecimento de algumas condutas que possivelmente seriam praticadas e em virtude disso, o MPE já orientou as autoridades a fiscalizarem essas pessoas que estão sendo monitoradas por suposto crime eleitoral”, disse o promotor eleitoral, João Batista de Oliveira.

De acordo com o promotor, todo e quaisquer material que possa beneficiar determinado candidato será apreendido e deve ser notificado aos coordenadores de campanha que o candidato beneficiado poderá responder na Justiça Eleitoral juntamente com o autor do crime. João Batista lembrou também que no dia 15, está vedada qualquer tipo de propaganda eleitoral impressa ou virtual “a pessoa que distribuir material de campanha mesmo que na internet poderá ser identificada e punida pela Justiça Eleitoral”, pontou.

De acordo com o delegado da Polícia Federal, Murilo de Oliveira, já existe uma equipe pronta para supervisionar o despejo de santinhos nas Zonas eleitorais que irá operar deste a última noite antes da eleição, na operação denominada “Voo da madrugada”. O delegado frisou também que existem agentes federais nas aldeias, assentamentos e distritos.

Cerca de 200 policias, entre Polícia Federal e Polícia Militar estarão nas ruas e na fiscalização das Zonas Eleitorais, sendo distribuída uma guarnição para ser responsável de três a quatro zonas, onde será realizado revezamento entre elas.

O coronel PM Antônio Gilvando de Souza, do 5º Comando Regional em Barra do Garças, frisou que a Polícia Militar possui uma cartilha de orientação. “A fiscalização será rígida, mas tudo conforme a legalidade. Todos os flagrantes relatados pelos militares devem ser feitos a identificação no momento da atuação com fotos e vídeos para serem posteriormente elementos comprobatórios ao processo na Justiça Eleitoral", explicou.

Participaram da reunião, todos os comandantes das cidades de Barra do Garças, General Carneiro, Araguaiana, Torixoréu, Ribeirãozinho e Pontal do Araguaia.

             
    PUBLICIDADE