Quarta, 12 Maio de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | POCONÉ MT
05/03/2021 - 15:46
Ministério da Justiça leiloa fazenda de R$ 30 milhões apreendida de ex-bicheiro
João Arcanjo Ribeiro, conhecido como "Comendador", é acusado de liderar o crime organizado em Mato Grosso, nas décadas de 80 e 90.
O Âncora MT
João Arcanjo Ribeiro./ Foto: Reprodução Polícia Civil.

Uma fazenda avaliada em R$ 30 milhões, localizada em Poconé (MT), deve ser leiloada no dia 11 de março em Mato Grosso. A propriedade pertencia ao ex-bicheiro João Arcanjo Ribeiro e o leilão é feito pela Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas do Ministério da Justiça e Segurança Pública (Senad/MJSP).

João Arcanjo Ribeiro, conhecido como "Comendador", é acusado de liderar o crime organizado em Mato Grosso, nas décadas de 80 e 90, além de estar envolvido com a sonegação de milhares de reais em impostos, entre outros crimes.

Segundo a Senad/MJSP, a fazenda tem 16 mil hectares e foi apreendida de crimes relacionados à lavagem de dinheiro e ocultação de patrimônio. A alienação antecipada foi autorizada pela 7ª Vara da Seção Judiciária de Mato Grosso.

Para maior segurança, durante a pandemia da Covid-19, os leilões ocorrem exclusivamente online.

JOÃO ARCANJO

No ano de 2002, Arcanjo foi alvo da operação da Polícia Federal, Arca de Noé, em que teve o mandado de prisão preventiva expedido pelos crimes de contravenção penal, formação de quadrilha, lavagem de dinheiro e homicídio.

A prisão do bicheiro foi cumprida em abril de 2003 no Uruguai. Arcanjo conseguiu a progressão de pena do regime fechado para o semiaberto em fevereiro de 2018, após 15 anos preso.

OUTROS LEILÕES EM MT

O Mato Grosso já arrecadou aproximadamente R$ 7,8 milhões com a venda de cerca de 1.500 itens apreendidos de criminosos, entre veículos, aeronaves, imóveis e quase 1,9 mil cabeças de gado, em 13 leilões. A arrecadação é destinada aos cofres públicos.

Entre os investimentos financiados com o recurso estão projetos para o fortalecimento da segurança pública. Além dos leilões do patrimônio apreendido do tráfico de drogas, a Senad disponibiliza toda a sua estrutura para realizar leilões de bens apreendidos de outros crimes com perda de patrimônio em favor da União, como casos de corrupção e lavagem de dinheiro.



Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE