Segunda, 02 Agosto de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | PADRE BERNARDO GO
07/11/2020 - 14:41
Jovem é preso suspeito de matar amiga e tentar incriminar o ex-marido, em Padre Bernardo
Marlete Borges Dias, de 39 anos, foi morta com um golpe de barra de ferro na cabeça e, em seguida, teve a casa incendiada e pertences furtados pelo suspeito, que também tentou simular um latrocínio, conforme investigação.
O Âncora GO
Marlete Borges Dias, de 39 anos, foi morta com um golpe de barra de ferro na cabeça, em Padre Bernardo-GO / Foto: Reprodução Divulgação Polícia Civil

Um jovem de 19 anos foi preso suspeito de matar a amiga e tentar incriminar o ex dela, em Padre Bernardo-GO, no Entorno do Distrito Federal. Conforme a Polícia Civil, Marlete Borges Dias, de 39 anos, foi morta com um golpe de barra de ferro na cabeça e, em seguida, teve a casa incendiada e pertences furtados pelo suspeito que também tentou simular um latrocínio.

A Polícia conseguiu prender o jovem na tarde de sexta-feira (6). O delegado Vinicius Máximo, responsável pelo caso, disse que, após matar a vítima, o suspeito ainda pegou o celular dela para enviar mensagens para os filhos simulando que ela estava sendo ameaçada de morte pelo ex-marido, na tentativa de incrimina-lo.

"Ele se passou por ela, enviando mensagens para os filhos dizendo que ela estava sendo ameaçada pelo ex-marido. No status do aplicativo ele escreveu ainda que tudo era culpa dele (ex)", explicou.

Como o nome do suspeito não foi divulgado, o G1 não conseguiu contato com a defesa dele.

O delegado disse ainda que o suspeito confessou todo o crime e revelou que teria se defendido após a vítima tentar dar uma facada nele. Ele contou em depoimento à polícia que os dois haviam passado o dia ingerido bebidas alcoólicas.

"Ele alegou que estavam bebendo e, quando já estavam bêbados, começaram a discutir por causa de uma dívida. Ele disse que a vítima teria tentado dar uma facada nele, foi quando ele a acertou com uma barra de ferro na cabeça", explicou o delegado.

O delegado disse que as investigações continuam e que, até o momento, o suspeito pode ser indiciado pelos crimes de homicídio, furto e incêndio criminoso.


CRIME

A Polícia Militar foi acionada no dia 29 de outubro deste ano para atender a uma ocorrência de um incêndio em uma casa, em Trajanopolis-GO, distrito de Padre Bernardo-GO. De acordo com a polícia, quando os militares entraram na casa para tentar socorrer a vítima, ela já estava morta e com ferimento grave na cabeça.

A Polícia Civil começou a investigar o caso e encontrou uma barra de ferro, usada no crime, dentro da cisterna da casa da vítima. Após investigações, a polícia conseguiu chegar até o suspeito que havia deixado pistas, como as mensagens de texto enviadas aos filhos da vítima após a morte dela.

Preso, o jovem confessou o crime e disse ainda que teria se arrependido após matar a amiga e, por isso, teria incendiado a casa, na intenção de algum vizinho socorre-la.

"Ele disse que se arrependeu após acertar a vítima com uma barra de ferro e que teria colocado fogo no quarto dela para tentar chamar a atenção de vizinhos", explicou o delegado.



Fonte: G1 GO

             
    PUBLICIDADE