Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | SINOP - MT
23/08/2021 - 16:18
Homens morrem em tiroteio com Força Tática após tentativa de furto em loja de armas
Bandidos arrombaram e tentaram furtar armas em uma loja de caça e pesca no Centro de Sinop.
O ÂNCORA - MT
Polícia Militar . / Foto: Reprodução

Dois homens, que não tiveram os nomes não divulgados, morreram durante troca de tiros com a Força Tática,  na madrugada deste domingo (22),  na Avenida dos Tarumãs, região central de Sinop (MT), onde os bandidos arrombaram e tentaram furtar armas em uma loja de caça e pesca.

Segundo informações da PM, os militares receberam denúncia de que a loja tinha sido invadida.  Então,  uma equipe se deslocou à região, onde  assim que chegaram já identificaram um casal dando cobertura aos ladrões, que ainda estavam no interior do estabelecimento.

Os dois foram presos e questionados sobre o crime, momento em que relataram que dois comparsas ainda estavam na loja. Os policiais cercaram o local e adentraram No estabelecimento para capturar os bandidos, momento em que os dois perceberam e teriam começado a atirar contra os militares, que revidaram os tiros e os criminosos terminaram baleados.

Uma equipe da Força Tática prestou socorro e encaminhou os bandidos ao Hospital Regional, onde teriam entrado com vida, mas não resistiram e tiveram a morte constatada pelo médico de plantão.

Outro grupo de militares fiz  buscas na loja, onde apreendeu um revólver calibre .38 e uma pistola .380, usadas pelos criminosos durante o confronto, além de munições e das ferramentas que utilizaram para arrombar a loja como furadeira, lixadeira e manta térmica, essa última para tentar burlar os sensores de presença que disparariam o alarme.

Foi verificado ainda eu os ladrões invadiram a loja pelo telhado. De acordo com as primeiras informações sobre os bandidos mortos, um era de Sinop mesmo e o outro de Cuiabá. A Polícia Civil foi acionada no hospital para liberar os corpos para o IML.

O casal flagrado dando apoio ao crime foi encaminhado à Delegacia de Polícia Civil, onde foram ouvidos pelo delegado de plantão e colocados à disposição da Justiça.

A Polícia ainda quer saber se a intenção de roubar as armas era comercializar ou usar para cometer novos crimes, além de identificar se há mais pessoas envolvidas. Caso já está sob investigação.


Fonte: RDNews

             
    PUBLICIDADE