Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | ARAGUAIA - MT
07/07/2021 - 16:47
Homem que desapareceu ao sair para pescar é encontrado morto no Rio Araguaia
Segundo a família, Cilas Garcia de Araújo, de 74 anos, foi passear com um colega quando desapareceu e o homem não deu informações sobre o idoso. Polícia Civil investiga o caso.
O ÂNCORA - MT
Pescador . / Foto: Reprodução

O pedreiro Cilas Garcia de Araújo, de 74 anos, foi encontrado morto após ficar seis dias desaparecido ao sair para ver cardumes com um amigo no Rio Araguaia, em Aruanã, no oeste de Goiás. Segundo a família, o colega que estava com ele voltou do passeio sozinho e não deu informações sobre o que teria acontecido com o idoso.

O G1 não conseguiu localizar o amigo do pedreiro citado pela família para que ele se posicionasse.

O corpo foi encontrado no Rio Araguaia pelo Corpo de Bombeiros, na tarde de terça-feira (6). Conforme a corporação, as buscas começaram pelas proximidades do local em que havia uma embarcação naufragada, porém, o corpo foi localizado alguns quilômetros rio abaixo.

Segundo a esposa de Cilas, Ivone dos Santos, a embarcação seria do colega que saiu para o passeio com o marido dela.

“A embarcação era do rapaz que estava com ele. O colega dele ainda não falou nada para a família. Meu marido não sabia nadar nem gostava de pescar, foi ver os cardumes por curiosidade”, explicou Ivone.

Buscas e investigação

Segundo o capitão Guilherme Lisita, do Corpo de Bombeiros, o amigo que estaria com Cilas deu duas versões sobre o ocorrido. Ele conta que o homem chegou a ser socorrido pela corporação, após virar a canoa e ficar ilhado durante uma noite em uma praia deserta.

“No dia que a gente encontrou o senhor ilhado, ele não relatou nada disso para a gente. Quando a gente fez o resgate, ele não disse nada de que teria um companheiro na noite anterior”, disse o capitão.

Lisita informou ainda que, durante o resgate, este homem que seria amigo do desaparecido estava aparentemente bêbado. Posteriormente, ele teria dado outra versão à polícia.

“Supostamente, ele e o Cilas estavam fazendo uma pescaria e, em algum momento, a embarcação dele virou e eles caíram na água, essa foi a versão dele à polícia”, contou.

De acordo com a Polícia Civil, a principal linha de investigação é de um possível acidente náutico, por conta da embarcação encontrada. Porém, outras hipóteses não estão descartadas e o caso segue em investigação.

Segundo a família, o corpo de Cilas foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Goiás e não havia sido liberado até a manhã desta quarta-feira (7).


Fonte: G1 GO

             
    PUBLICIDADE