Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | APARECIDA DE GOIÂNIA GO
15/02/2021 - 10:01
Homem é preso suspeito de matar a facadas e colocar fogo na namorada
Bruna Regina Domiciano Moreira, de 22 anos, foi encontrada desacordada por vizinhos que sentiram cheiro de fumaça. Segundo a polícia, agressor disse apenas que tinha discutido com a companheira por ciúmes.
O Âncora GO
Bruna Regina Domiciano Moreira foi morta a facadas e teve o corpo queimado em Aparecida de Goiânia (GO). / Foto: Reprodução Divulgação/Polícia Militar.

Um homem de 28 anos foi preso suspeito de matar a namorada na tarde deste domingo (14), em Aparecida de Goiânia (GO), na Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Militar, Ezequiel da Silva Menezes esfaqueou e colocou fogo na companheira após uma discussão por ciúmes.

O G1 não conseguiu localizar a defesa de Ezequiel até a última atualização desta reportagem. Aos policiais, ele disse que havia brigado com a namorada, mas negou que tenha a matado, não sabendo informar como ela se feriu.

O crime aconteceu por volta das 14h, no Setor Jardim Tiradentes. Segundo a Polícia Militar, Bruna Regina Domiciano Moreira, de 22 anos, foi encontrada, por vizinhos, desacordada e com queimaduras por todo o corpo em um dos cômodos da casa.

De acordo com a corporação, antes de ser preso, o suspeito chegou a ser agredido por moradores que se revoltaram ao saber que ele teria matado a companheira.

Em entrevista ao G1, um morador que não quis se identificar, contou que não conhecia o casal, mas que ficou bastante assustado com a crueldade em que a jovem foi morta.

"Eu estava fazendo um reparo na porta de casa quando senti o cheiro da fumaça. Outros vizinhos também sentiram e chamaram o Corpo de Bombeiros. Antes da chegada do socorro, já vi muita gente comentando que ela estava morta dentro de casa e que tinha sido queimada (...). Nunca vi tanta crueldade assim", contou.

O corpo de Bruna foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). Após ser preso, o suspeito foi encaminhado à Central de Flagrantes. Segundo a PM, ele já tinha passagem por tráfico de drogas



Fonte: G1 GO

             
    PUBLICIDADE