Segunda, 23 Maio de 2022
PUBLICIDADE
POLÍCIA | GOIÂNIA - GO
13/05/2022 - 21:17
Após série de acidentes com mortes, Detran intensifica blitz Balada Responsável no fim de semana em Goiânia
Blitzes fiscalizatórias e educativas serão feitas em vários pontos da capital. Objetivo é alertar motoristas para os riscos de beber e dirigir.
O ÂNCORA GO
Quatro vítimas de acidentes de trânsito em Goiânia no fim de semana: Geovanna Karolina Ribeiro Vaz; Apoene Aimoré Rezende; Marcella Sonia Gomes do Amaral; e Wictor Fonseca Rodrigues. Foto: Montagem/g1. Reprodução.

Depois de uma série de acidentes com mortes na Grande Goiânia no fim de semana passado, o Departamento Estadual de Trânsito de Goiás (Detran-GO) vai intensificar as blitzes da Balada Responsável a partir desta sexta-feira (13), na capital. Quem for flagrado dirigindo bêbado pode ser preso em flagrante, além de ter de pagar multa de R$ 2,9 mil e pode ter a suspensão habilitação.

Segundo o Detran, serão feitas blitzes simultâneas em diferentes pontos da capital. Durante as ações, educadores de trânsito vão distribuir materiais educativos e vão alertar os condutores para os perigos do desrespeito às leis de trânsito. O objetivo, conforme o órgão, é alertar os motoristas para os riscos de beber e dirigir.

As blitzes devem ser feitas nesta sexta-feira das 19h à 0h, no sábado, das 18h à 0h e no domingo, das 16h às 20h, em locais estratégicos de Goiânia. Já as ações fiscalizatórias ocorrerão em diversos pontos e horários.

O órgão de trânsito informou que a Balada Responsável é feita diariamente com ações de educação e de fiscalização, com o objetivo de sensibilizar os condutores e de reduzir a circulação de motoristas bêbados, contribuindo para a segurança no trânsito.

De acordo com o Detran, neste ano, 6.056 condutores foram autuados por dirigir sob o efeito de álcool – número que já corresponde a quase metade dos registros feitos em 2021, quando ocorreram 12.183 flagrantes.

O Detran informou ainda que o etilômetro utilizado possui bocal descartável com a tecnologia “one way”, que não deixa o ar retornar ao bocal, evitando que o condutor aspire qualquer partícula presente no aparelho, que é higienizado a cada teste.


Multa e suspensão da habilitação

O condutor que for flagrado dirigindo sob o efeito de álcool ou que se nega a fazer o teste do bafômetro é autuado administrativamente e terá que pagar uma multa no valor de R$ 2.934,70. Segundo o Detran, em caso de reincidência, o valor pode dobrar.

Além disso, o motorista deverá responder a um processo que pode resultar na suspensão de 12 meses do direito de dirigir. O veículo também ficará retido até que seja apresentado outro motorista habilitado, em condições de dirigir.

A embriaguez é constatada quando o bafômetro acusa valor igual ou superior a 0,34 miligramas por litro de ar ou se o exame de sangue marcar resultado igual ou superior a 6 decigramas de álcool por litro de sangue (6 dg/L).

De acordo com o Detran, quando a embriaguez é constatada, o motorista é enquadrado em crime de trânsito e, além das punições administrativas, ele é preso em flagrante.


Série de acidentes com mortes

No fim de semana passado, ao menos seis pessoas morreram em acidentes na Grande Goiânia.

Na madrugada de sábado (7), um motorista da Prefeitura de Cristianópolis morreu após ser atingido por um carro na madrugada deste sábado (7), entre as avenidas T-64 e S-4, no Setor Bela Vista, em Goiânia. A adolescente Geovanna Karolina Ribeiro Vaz, de 14 anos, que estava no carro e ficou gravemente ferida, morreu quatro dias depois.

Na mesma madrugada, a adolescente Marcella Sonia Gomes do Amaral, de 15 anos, morreu após a caminhonete em que ela estava capotar durante um racha na Avenida T-9, na capital, segundo a Polícia Civil (veja vídeo acima). Três dias depois, o jovem Wictor Fonseca Rodrigues, de 20 anos, que estava no mesmo carro, teve morte cerebral.

Uma criança de 2 anos morreu em um acidente que aconteceu no sábado após o pai dela perder o controle do carro e bater contra poste. A colisão ocorreu no Setor Crimeia Oeste, em Goiânia. a irmã da vítima, de 4 anos, também estava no veículo e ficou em estado gravíssimo.

Na manhã de domingo (8), um jovem de 24 anos morreu após colidir com defensa metálica que divide pistas da BR-153, em Aparecida de Goiânia, na Região Metropolitana da capital. Segundo a Polícia Rodoviária Federal, o condutor não era habilitado e levava outra pessoa na garupa, de 25 anos, que ficou gravemente ferida.

Jovem de 24 anos morre em acidente na BR-153, em Aparecida de Goiânia, Goiás — Foto: Divulgação/PRF

Fonte: G1 GO.


             
    PUBLICIDADE