Segunda, 02 Agosto de 2021
PUBLICIDADE
POLÍCIA | SINOP MT
09/02/2021 - 16:29
Agentes penitenciários são investigados por tortura contra 100 presos e trabalharem embriagados em MT
A suposta prática de tortura foi denunciada pela Defensoria Pública, que recebeu relato contra alguns agentes na penitenciária. Os crimes teriam ocorrido em janeiro de 2020.
O Âncora MT
Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira (Ferrugem) em Sinop (MT). / Foto: Reprodução Sejudh-MT.

Dois agentes penitenciários são investigados pelo Ministério Público Estadual (MPE) suspeitos de praticarem tortura contra 100 presos da Penitenciaria Osvaldo Florentino (Ferrugem), em Sinop (MT), a 503 km de Cuiabá (MT).

A investigação foi aberta por meio de inquérito em portaria publicada no dia 2 de fevereiro e assinada pelo promotor de Justiça Guilherme Ignácio de Oliveira, de Sinop (MT).

Em nota, a Secretaria de Estadual de Segurança Pública (Sesp-MT) diz que a diretoria da Penitenciária Osvaldo Florentino Leite Ferreira esclarece que recebeu o pedido do MPE e providenciará todas as informações solicitadas. "Informa ainda que as denúncias já resultaram em uma correição, no final de 2020, feita por um grupo formado por membros do Tribunal de Justiça (TJMT), Defensoria Pública e MPE, cujo relatório final ainda não foi encaminhado à Secretaria de Estado de Segurança (Sesp-MT)", diz trecho da nota.

A suposta prática de tortura foi denunciada pela Defensoria Pública Municipal, que recebeu relato contra alguns agentes na penitenciária. Os crimes teriam ocorrido em janeiro de 2020.

A defensoria recebeu uma lista com mais de 100 nomes de presos que teriam sido vítimas dos servidores, que supostamente teriam cometido abuso de autoridade.

A denúncia aponta que os agentes trabalharam embriagados, praticaram tortura e fizeram relações sexuais durante o serviço com outras pessoas.



Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE