Segunda, 23 Maio de 2022
PUBLICIDADE
POLÍCIA | MATO GROSSO
29/04/2022 - 21:30
Agência autua 12 postos de combustíveis em MT por irregularidades
Ao todo, 23 postos de combustíveis foram fiscalizados. Os postos de Juara tiveram o maior número de irregularidades.
O ÂNCORA MT
Bombas que apresentaram irregularidades foram interditadas em municípios de MT. Foto: Polícia Civil - MT. Reprodução.

A Agência Nacional de Petróleo (ANP) autuou 12 postos de combustíveis em Mato Grosso por diversas irregularidades. Ao todo, a agência verificou 23 postos do estado, quatro transportadores-revendedores-retalhistas (TRRs) e uma revenda de combustível de aviação.

As fiscalizações ocorreram entre os dias 18 e 28 deste mês e foram verificados os padrões de qualidade dos combustíveis, o fornecimento do volume correto pelas bombas, apresentação de equipamentos e documentação adequada.

Segundo a ANP, houve irregularidades nos municípios de Juara, Novo Horizonte do NortePorto dos GaúchosSorriso e Tabaporã.

Em Tabaporã, 643 km de Cuiabá, quatro postos de combustíveis tiveram, ao todo, seis bicos interditados, sendo dois deles autuados por irregularidades nos volumes dispensados pelos equipamentos medidores e por problemas nos visores das bombas.

Já em Juara, a 690 km de Cuiabá, três postos de combustíveis foram autuados e tiveram cinco bicos interditados por irregularidades nos volumes dispensados pelos equipamentos medidores.

Outros dois postos foram autuados por defeito nos termodensímetros acoplados às bombas medidoras de etanol hidratado. Um posto recebeu autuação por não possuir todos os equipamentos utilizados na realização das análises de qualidade dos combustíveis.

Outro posto do município foi autuado por estar comercializando óleo lubrificante com nível de desempenho abaixo da especificação mínima estabelecida.

Segundo a ANP, houve ainda a apreensão de oito galões de 20 litros de óleo lubrificante em um posto de combustíveis porque o produto não tinha registro.

Em Porto dos Gaúchos, a 644 km de Cuiabá, um posto de combustíveis foi autuado por não possuir todos os equipamentos obrigatórios utilizados na realização das análises de qualidade dos combustíveis.


Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE