Quarta, 27 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COVID-19 | GOIÂNIA GO
01/02/2021 - 15:13
Vacinação de trabalhadores de laboratórios tem fila gigante e aglomeração em Goiânia, denunciam profissionais
Segundo SMS, tumulto ocorreu porque trabalhadores de outros segmentos foram ao local. Colaboradoras da saúde denunciam que portões foram fechados mais cedo e que, por isso, não foram vacinadas, mesmo com horas de espera.
O Âncora GO
Fila de profissionais da saúde para vacinação contra Covid-19, em Goiânia (GO). — Foto: Reprodução/TV Anhanguera.

Profissionais da saúde que trabalham em laboratórios da capital denunciam falhas na vacinação contra a Covid-19 realizada pela Secretaria Municipal de Saúde de Goiânia (GO) no domingo (31), no Centro de Aulas Da Universidade Federal de Goiás (UFG), no Setor Leste Universitário. Uma fila enorme, sem distanciamento, dava a volta no quarteirão do prédio, tanto de manhã quanto à tarde.

A data era voltada para a imunização de profissionais de laboratórios que atuam no atendimento a casos da Covid-19. No entanto, de acordo com a presidente do Sindicato dos Laboratórios de Análises e Banco de Sangue do Estado de Goiás (Sindilabs-GO), Christiane do Valle, trabalhadores de outras áreas compareceram ao local de vacinação e furaram a fila.

Em nota, a SMS informou que pessoas que não faziam parte dessa fase da vacinação também compareceram ao local. Afirmou ainda que orientou que permanecessem na fila apenas os profissionais que faziam parte do grupo que deveria ser vacinado na ocasião.

O auxiliar de laboratório Higor Augusto Mendonça conta que aguardou quatro horas para conseguir ser vacinado. “Todo mundo amontoado, bem aglomerado”, relatou.

Para a biomédica Ana Lúcia Rodrigues, a vacinação deveria ter sido mais organizada. "Poderia ser por hora marcada, tipo um grupo de cada empresa, para não ter esse tumulto de pessoas. Tem pessoas que chegaram aqui cedo, sem almoço, e estão até agora na fila", disse, por volta das 15h.

DENÚNCIAS 

Por causa da confusão com o surgimento de outros profissionais da saúde além dos que deveriam ser vacinados na data, algumas pessoas denunciam que esperaram durante horas na fila, mas ficaram sem a vacina, que seria aplicada das 9h às 17h.

"Teve gente que ficou horas na fila e teve que sair, justamente por não ter tanta informação, teve gente que não conseguiu se vacinar, porque aqui seria só a parte do laboratório, aí teve outras áreas que vieram. Por causa disso, atrapalhou a gente. Teria que ter uma organização muito melhor e mais pessoas trabalhando na aplicação", afirma a auxiliar de laboratório Dandara Fernandes.

Até mesmo alguns profissionais de laboratório, que deveriam ter sido imunizados neste domingo denunciam que não receberam a vacina, pois os portões foram fechados uma hora antes do fim da vacinação.

"Todo mundo aqui na porta esperando ser vacinado, e a Prefeitura de Goiânia (GO)  fecha o portão às 16h e não permite que nós, profissionais de laboratório, sejamos vacinados", disse uma trabalhadora.

À TV Anhanguera, a SMS informou, em nota, que muitas pessoas não respeitaram as orientações de distanciamento, o que acabou gerando aglomeração. A secretaria não comentou sobre o fechamento antecipado dos portões.

Ao todo, segundo a SMS, foram vacinados 2.100 profissionais de saúde em Goiânia (GO) neste domingo. De acordo com o órgão, o município tem cerca de 77 mil profissionais de saúde. Desses, quase 30 mil foram vacinados até a manhã desta segunda-feira (1º). O restante das doses contra a Covid-19 deve ser aplicado até o fim desta semana, segundo a SMS.



Fonte: G1 GO

             
    PUBLICIDADE