Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COVID-19 | SORRISO MT
07/12/2020 - 16:51
Prefeito de Sorriso-MT cancela réveillon, reativa comitê da Covid-19 e diz que dinheiro será aplicado na saúde
Ari Lafin anunciou também a reativação da Central da Covid-19 devido ao aumento no número de casos.
O Âncora MT
Prefeito de Sorriso-MT, Ari Lafin, anunciou medidas em relação à Covid-19. / Foto: Reprodução Prefeitura de Sorriso-MT/Assessoria

O prefeito de Sorriso, Ari Lafin, anunciou nesta segunda-feira (7/12) o cancelamento da festa de réveillon no município e reativou a Central da Covid-19 para acompanhar o aumento no número de casos e tomar medidas de prevenção e combate à doença.

Segundo ele, o dinheiro que seria usado na realização do réveillon popular vai ser destinado à realização de cirurgias, em janeiro e fevereiro.

O número de casos da Covid-19 em Sorriso-MT aumentou nos últimos dias. De acordo com dados da Secretaria Municipal de Saúde (SMS), entre o dia 30 de novembro e esta segunda-feira, foram confirmados 206 novos casos. Além disso, há nove pessoas estão internadas com a doença.

Na avaliação do prefeito, esse aumento é reflexo das novas infecções registradas em outros estados, onde já se fala em segunda onda da doença.

"Isso começa a refletir e vai ter uma retomada dos casos aqui. Então nunca houve afrouxamento na fiscalização, o que nós vamos fazer é intensificar as nossas conversas com a sociedade organizada e com as demais autoridades", afirma.

Com a reativação da Central de Covid-19, serão feitas reuniões com representantes dos órgãos de saúde às segundas e sextas-feiras para acompanhar o aumento das infecções.

O prefeito se diz ser contra o lockdown porque vários restaurantes dependem do funcionamento à noite e isso garante o emprego dos funcionários que precisam da renda.

Neste ano, as apresentações de Natal foram canceladas respeitando o distanciamento social e evitando aglomerações. Foi montado apenas uma decoração na Praça da Juventude.

"O Natal já está acontecendo com plano de contingência, tanto é que a abertura foi bastante simples na praça trabalhando com álcool em gel e se for possível fazer com que as pessoas visitem, mas cuidando das suas famílias usando máscaras", afirma.

O réveillon foi cancelado e o dinheiro será revertido para cirurgias no mês de janeiro e fevereiro a pedido dos vereadores.

O secretário de Saúde de Sorriso, Luís Fabio Marchioro, conta que o cancelamento do réveillon popular foi importante e que a sociedade precisa lembrar que ainda existe pandemia.

"Neste momento de fim de ano é preciso responsabilidade. Nós temos que ter discernimento de que estamos no meio de uma pandemia e que não sabemos onde está o vírus. O prefeito anunciou o cancelamento do réveillon que é importante. Nós precisamos entender que nosso comportamento dita as regras de como estaremos em relação a pandemia", explica.


Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE