Domingo, 24 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COVID-19 | CUIABÁ MT
27/10/2020 - 21:58
Mato Grosso tem 40% dos leitos de UTI para pacientes com Covid-19 ocupados
Segundo a Secretaria Estadual de Saúde (SES), há 161 internações em UTIs públicas e 149 em enfermarias públicas.
O Âncora MT
Leitos de UTI com respiradores do Hospital Santa Casa em Mato Grosso. / Foto: Reprodução SES MT

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados da Covid-19, há 161 internações em UTIs públicas e 149 em enfermarias públicas. Dessa forma, a taxa de ocupação dos leitos para pacientes com o novo coronavírus está em 40% para UTIs adulto e em 17% para enfermarias adulto, até essa terça-feira (27).

Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT) notificou, até esta terça-feira (27), 141.764 casos confirmados da Covid-19 e 3.817 mortes em decorrência da doença no estado.

Foram notificadas 767 novas confirmações nas últimas 24 horas. Do total de casos, 5.504 estão em isolamento domiciliar e 131.941 estão recuperados. Até sábado (24), o número de casos de pessoas em isolamento domiciliar chegava a quase 14 mil.

De acordo com a área técnica, houve uma correção no banco de dados que contabiliza os casos em isolamento domiciliar. O sistema ainda considerava casos que já passaram pelo prazo máximo de 20 dias de recuperação.

Portanto, esses casos que já extrapolaram o prazo da recuperação passaram a ser contabilizados como recuperados.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (28.587), Rondonópolis (10.504), Várzea Grande (9.949), Sinop (7.045), Sorriso (6.229), Lucas do Rio Verde (5.871), Tangará da Serra (5.664), Primavera do Leste (4.881), Cáceres (3.455) e Campo Novo do Parecis (2.879).

O documento ainda aponta que um total de 114.339 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 957 amostras em análise laboratorial.


VACINA PARA COVID

O governador Mauro Mendes (DEM) confirmou no dia 20 de outubro que Mato Grosso receberá o primeiro lote de vacinas contra a covid-19 em janeiro de 2021.

Segundo o estado, a informação foi oficializada pelo ministro da Saúde, general Eduardo Pazuello, durante reunião por videoconferência.

Durante a reunião, que contou com a maioria dos governadores do país, as empresas que têm desenvolvido a vacina atualizaram os cronogramas, capacidade de produção e o estágio de desenvolvimento das vacinas.

De acordo com o ministro, as primeiras 46 milhões de doses serão da vacina CoronaVac, desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com a farmacêutica Sinovac.

A testagem da vacina chinesa contra a Covid-19 começou a ser feita neste mês pelo Hospital Universitário Júlio Müller, em Cuiabá, como centro aplicador.


Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE