Sexta, 22 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COVID-19 | MATO GROSSO
27/11/2020 - 15:10
Governo de Mato Grosso pode ter que devolver cerca de 50 mil testes de Covid-19 que estão prestes a vencer
De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), o motivo da devolução é a baixa demanda e falta de tempo hábil para utilização dos testes.
O Âncora MT
Imagem ilustrativa de teste PCR. / Foto: Reprodução Horth Rasur/Shutterstock

O governo de Mato Grosso poderá ter que devolver cerca de 50 mil testes para a Covid-19 que podem perder validade até 31 de dezembro de 2020. Os exames são do tipo RT-PCR, foram encaminhados pelo Ministério da Saúde e aceitos pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT).

De acordo com a Secretaria Estadual de Saúde (SES-MT), o motivo da devolução é a baixa demanda e falta de tempo hábil para utilização dos testes.

A situação ocorre no país: o Brasil tem 6,8 milhões de testes de Covid-19 prestes a vencer em um depósito em um galpão em Guarulhos, na região metropolitana da capital paulista. Os testes custaram R$ 290 milhões à União.

No momento, o Ministério da Saúde estuda junto à Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) a possibilidade de reavaliar a validade dos testes.

Outros cerca de 50 mil testes que não foram aceitos pelo Lacen já estão em processo de devolução.

Segundo a SES, os testes estão em perfeito estado e podem ser regularmente utilizados em tempo hábil. A secretaria negou que há falta de insumos para a aplicação dos exames.

O Ministério da Saúde diz que espera receber, ainda esta semana, estudos de "estabilidade estendida" para os testes estocados, ou seja, estudos que indiquem a viabilidade de prorrogar essa data de vencimento.

O ministério também afirmou que os kits "são distribuídos de acordo com as demandas dos estados". O Conselho Nacional de Secretários de Saúde (Conass) afirma, no entanto, que alertou o governo federal diversas vezes sobre a falta de materiais para processar as amostras do teste PCR.


COVID-19 EM MATO GROSSO

A SES-MT notificou, até a tarde desta quinta-feira (26), 157.524 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, sendo registrados 4.116 mortes em decorrência do coronavírus no estado.

Dos 157.524 casos confirmados da Covid-19 em Mato Grosso, 5.550 estão em isolamento domiciliar e 147.402 estão recuperados.

Entre casos confirmados, suspeitos e descartados para a Covid-19, há 135 internações em UTIs públicas e 140 em enfermarias públicas. Isto é, a taxa de ocupação está em 33,50% para UTIs adulto e em 16% para enfermarias adulto.

Dentre os dez municípios com maior número de casos de Covid-19 estão: Cuiabá (34.604), Rondonópolis (11.659), Várzea Grande (11.146), Sinop (8.213), Sorriso (6.750), Lucas do Rio Verde (6.163), Tangará da Serra (6.053), Primavera do Leste (5.258), Cáceres (3.623) e Nova Mutum (3.334).

Um total de 123.342 amostras já foram avaliadas pelo Laboratório Central do Estado (Lacen-MT) e que, atualmente, restam 176 amostras em análise laboratorial.


Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE