Quarta, 27 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COVID-19 | GOIÁS
18/01/2021 - 16:02
Goiás recebe 183 mil doses da CoronaVac e vacinação começa nesta segunda-feira por Anápolis (GO), diz Caiado
Doses chegaram ao fim da manhã em Goiânia-GO, onde imunização começa quarta-feira. Prioridade para receber vacina é de idosos e profissionais da saúde na linha de frente contra a Covid-19.
O Âncora GO
Funcionário do Instituto Butantan inspeciona frascos com doses da vacina CoronaVac em SP. / Foto: Reprodução Amanda Perobelli/Reuters.

O estado de Goiás recebeu 183.080 doses da CoronaVac, vacina contra a Covid-19, na manhã desta segunda-feira (18). O governador, Ronaldo Caiado (DEM), foi a São Paulo buscar a vacina e divulgou que a primeira pessoa a ser imunizada será um morador de Anápolis, a 55 km de Goiânia, às 17h.

Segundo a Força Aérea Brasileira (FAB), a aeronave KC-390 Millennium com as doses da CoronaVac em direção a Goiás saiu às 10h10 de Guarulhos (SP) e pousou no antigo terminal do Aeroporto Santa Genoveva, em Goiânia-GO pouco antes das 11h30.

VACINAÇÃO EM GOIÂNIA-GO: Imunização do primeiro grupo alvo começa na quarta-feira (20)

VACINAÇÃO EM ANÁPOLIS-GO: Primeiro goiano a ser vacinado será morador de Anápolis-GO

Secretário de Saúde de Goiás, Ismael Alexandrino informou que, inicialmente, foi informado que Goiás receberia 87 mil doses da vacina. No entanto, chegando a Goiânia, foram contabilizadas 183.080. Segundo ele, essa quantia pode imunizar até 91.540 pessoas, já que cada uma deve tomar duas doses da vacina.

O G1 solicitou às Secretaria de Estado da Saúde (SES), nesta manhã, informações sobre quantas pessoas estão no grupo prioritário em Goiás, quais os critérios para distribuição entre os municípios e aguarda retorno.

A CoronaVac foi desenvolvida pelo laboratório chinês Sinovac e, no Brasil, será produzida pelo Instituto Butantan, em São Paulo. O uso emergencial da vacina foi aprovado pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no domingo (17) e a distribuição está sendo feita pelo país. A agência também aprovou o uso emergencial da vacina de Oxford.

GRUPOS PRIORITÁRIOS

Caiado destacou que deve vacinar os goianos seguindo as prioridades definidas pelo Ministério da Saúde (MS). "Prioridade aos idosos e também toda equipe médica de saúde pública que está à frente na luta conta a Covid-19", disse.

De acordo com a SES-GO, o Plano Nacional de Operacionalização da Vacinação Contra a Covid-19 prevê, para os goianos, 7% do total de doses compradas pelo Ministério da Saúde (MS).

O estado já começou a distribuir seringas e agulhas para os municípios se prepararem para a imunização.

"Neste momento começam a ser distribuídas as doses em todos municípios, de forma que Anápolis-GO será o primeiro a vacinar, de forma simbólica. Então os 246 municípios estarão autorizados a começar a vacinar a partir de então. Essa logística já está acontecendo", detalhou o secretário Ismael Alexandrino.

Controle de vacinados

Ismael Alexandrino explicou que o controle da imunização deve ser feito por meio de um cadastro junto ao Ministério da Saúde, que vai controlar quem tomou qual vacina e quando para garantir que sejam administradas as duas doses que cada um precisa corretamente.

"A vacinação será registrada na planilha do MS, que foi criada para a Covid-19. Todos os cidadãos estarão registrados: qual dose de qual marca. Isso tudo para garantirmos uma vacinação segura", esclareceu.

O secretário explicou que cada um que for vacinado precisa apresentar um documento de identidade com foto e informar o endereço de onde vive, independente de onde estiver recebendo a dose.

"A pessoa que vacinar terá marcado no cartão do SUS (Sistema Único de Saúde). Se a pessoa não tiver o cartão do SUS, receberá um lá. [...] Não minta seu endereço porque isso dificulta o controle e ninguém será preterido por não estar na cidade em que se propôs a vacinar", alertou.

SEGUNDA DOSE

O governador Ronaldo Caiado explicou ainda que as doses recebidas devem ser administradas em duas etapas naquelas pessoas a serem imunizadas.

"A segunda dose tem que ser aplicada entre 14 e 28 dias, para garantir que quem recebeu terá segunda dose", explicou.

O secretário de Saúde afirmou que, para facilitar a logística, elas serão administradas entre o 21° e 28° dia após aplicação da primeira dose.

CHEGADA DAS DOSES

Por volta das 9h, a assessoria de imprensa do governo de Goiás divulgou imagens das doses sendo colocadas em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB) para serem trazidas a Goiás.

A SES-GO informou que, inicialmente, a previsão era de que a aeronave com as vacinas pousaria na Base Aérea de Anápolis. No entanto, "houve uma mudança no meio da manhã" e o voo foi redirecionado para a capital goiana. No entanto, a primeira pessoa a ser imunizada em Goiás será mesmo em Anápolis-GO.

"Por que a cidade de Anápolis? Porque foi a cidade que recepcionou os brasileiros que estavam em Wuhan, na China, quando aconteceu a contaminação. Em retribuição a todos os anapolinos, começaremos por lá e na capital, em Goiânia-GO", afirmou o governador, Ronaldo Caiado.

As doses que chegaram a Goiânia-GO serão distribuídas entre as regionais de saúde do estado. De acordo com o governador, as regionais de Campos Belos-GO e Posse receberão as doses de transporte por avião, mas que os demais receberão a CoronaVac por caminhão refrigerado.

Goiânia-GO ficará com 30 mil doses da vacina contra a Covid-19, segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) da capital. A imunização do primeiro grupo alvo começa na quarta-feira (20).



Fonte: G1 GO

             
    PUBLICIDADE