Terça, 26 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COTIDIANO | MATO GROSSO
01/12/2020 - 14:54
Sefaz faz operação em supermercados para apurar fraudes tributárias após denúncia de consumidores em Mato Grosso
A Operação Contingência I é resultado das investigações realizadas pelas unidades de inteligência e fiscalização da Secretaria Adjunta da Receita Pública e tiveram início partir da análise das reclamações apresentadas pelos cidadãos por meio do aplicativo móvel do Programa Nota MT.
O Âncora MT
Sefaz-MT. / Foto: Reprodução Sefaz/Assessoria

A Secretaria de Estado da Fazenda de Mato Grosso realiza na manhã desta terça-feira (1º) a Operação Contingência I, para apurar supostas fraudes tributária no segmento de supermercados de Cuiabá-MT e Várzea Grande-MT.

Foram alvos nesta primeira fase cinco estabelecimentos de uma rede de supermercados estabelecida em Cuiabá-MT e Várzea Grande-MT, além do escritório de contabilidade responsável pelo contribuinte. No decorrer desta semana a operação vai prosseguir em outras redes onde houve denúncia de não emissão de notas

A Operação Contingência I é resultado das investigações realizadas pelas unidades de inteligência e fiscalização da Secretaria Adjunta da Receita Pública e tiveram início partir da análise das reclamações apresentadas pelos cidadãos por meio do aplicativo móvel do Programa Nota MT.

Destacaram-se, entre os motivos de reclamação, as denúncias de estabelecimentos que forneciam a nota fiscal “em contingência”, mas que essa compra não se revertia em cupons para sorteio no programa.

Essa prática, quando confirmada, materializa que o contribuinte deixou de solicitar à Sefaz a autorização de notas fiscais (NFC-e), acarretando redução do montante do ICMS devido.

O objetivo principal da operação é convencer todos os contribuintes de empregarem tal prática sonegatória, que gera grandes prejuízos à sociedade e o danoso desequilíbrio concorrencial no segmento.


PROGRAMA NOTA MT

Essa não é a primeira ação fiscal que a Sefaz/MT realiza com base em reclamações realizadas por consumidores através do Programa Nota MT.

Em dezembro de 2019, a Superintendência de Fiscalização deflagrou Operação Máquina Fantasma, que tinha como alvo 300 estabelecimentos alvos de denúncias por não emissão de documentos fiscais. Os resultados foram extremamente positivos, com incremento no montante de tributos recolhidos e redução das reclamações.


Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE