Sábado, 28 Maio de 2022
PUBLICIDADE
COTIDIANO | CÁCERES - MT
09/02/2022 - 17:05
Ribeirinhos que tiveram que deixar casas após enchente recebem doações de cestas básicas em MT
Algumas famílias deixaram moradia e foram abrigados em outros locais. As águas também inundaram parte da cidade e 40 casas foram atingidas.
O ÂNCORA MT
Casas foram inundadas. Foto: Arquivo pessoal. Reprodução

As famílias ribeirinhas da Comunidade do Limão em Cáceres, a 220 km de Cuiabá, que tiveram as casas invadidas pela água durante a enchente do Rio Jauru, estão recebendo doações de cestas básicas nesta quarta-feira (9).

Outras 11 famílias ainda mais afetadas deixaram os imóveis nessa terça-feira (8) e foram encaminhadas de barco para locais mais seguros.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, uma equipe se deslocou para a região ainda durante a manhã para começar a distribuição dos alimentos.

Tiveram famílias que não quiseram deixar casas — Foto: Arquivo pessoal

Muitos ribeirinhos, segundo os bombeiros, decidiram permanecer nas casas, mesmo após o alagamento, pois afirmam que têm medo de criminosos invadirem a comunidade e roubarem o que ainda restou nas residências.

Um morador da comunidade contou que está chovendo na região desde domingo (6), e que a água começou a chegar nas casas na madrugada dessa terça-feira.

Vários animais peçonhentos como aranhas, cobras e escorpiões também estão entrando nas casas.

Nível do Rio Jauru subiu devido às fortes chuvas registradas nos últimos dias — Foto: Arquivo pessoal


Enchente

A enchente começou por Porto Esperidião. As águas inundaram grande parte da cidade e 40 casas foram atingidas.

Em seguida, a água seguiu para as comunidades ribeirinhas no trajeto do rio e, após o transbordamento do rio, a água invadiu as casas na Comunidade do Limão.

Por enquanto, não há informações de vítimas.

Alerta de chuvas intensas

O Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet) emitiu um alerta de perigo, na segunda-feira (7), devido às chuvas intensas em mais de 100 municípios de Mato Grosso.

O alerta é emitido quando há chuvas com ventos intensos, risco de corte de energia elétrica, queda de galhos de árvores, alagamentos e descargas elétricas.

De acordo com o Inmet, no estado podem ter chuvas entre 30 e 60 mm e ventos intensos de 60 a 100 km/h.


Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE