Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COTIDIANO | SAMU ÓBITO
16/06/2020 - 23:30
Mulher morre e família acusa equipe do Samu de negligência
A responsável pelo Samu regional disse à reportagem que equipes podem atender chamados com registros de óbitos, desde que a ocorrência seja liberada pela central.
Jozean Benício de Almeida
Vítima sendo encaminhada por um membro da família em um carro de passeio ao Hospital Getúlio Vargas em Aragarças (GO). / foto: Reprodução

A família de uma mulher que faleceu nesta segunda-feira (16/06) está indignada com as circunstâncias da morte da idosa em Aragarças, interior do estado de Goiás. Ela morreu por volta das duas horas da madrugada. Segundo informações compartilhadas nas redes sociais, o Samu (Serviço Móvel de Urgência) foi chamado, mas os socorristas teriam negado o atendimento.

Na hora do episódio, um membro da família gravou vídeos que foram publicados em uma Fanpage com a seguinte legenda:

"Olha só pessoal até agora to sem entender porque este descaso do Samu com a população de Aragarças vai ser mandado para Jornal Anhanguera quero entender porque este descaso tem que ter uma explicação olha este vídeo de ontem"

Um outro membro da família precisou levar a mulher de forma inadequada ao hospital. 

Em entrevista, Vladimir Marcelo, Chefe de Gabinete de Aragarças, disse que a unidade móvel só pode sair com a autorização da central do Samu, que fica em Iporá (GO), ele ainda afirmou que a família entrou em contato com a equipe de Aragarças (GO) através do telefone fixo, o que, segundo ele, não é adequado, já que o número de atendimento é o 192. 

Ainda repassado pelo Chefe de Gabinete, o Samu não atende ocorrências com casos de mortes, e quando a equipe de Aragarças (GO) foi acionada pelo telefone fixo, a família informou o óbito da mulher, e o atendimento não foi realizado. 

Por uma aplicativo de mensagens entramos em contato com a médica e Coordenadora Geral da Central de Regulação Samu 192 Oeste 1 e Oeste 2, Doutora Antônia Cristina, que, junto a equipe, reviu as ligações recebidas no dia e horário da ocorrência em Aragarças (GO), e confirmou que não recebeu o chamado da família pelo 192, ela ainda enviou a seguinte resposta: 

"Não teve ligação para a Central Samu 192 proveniente de Aragarças. 

Em caso de óbito a equipe pode ir sim, mas com a liberação da Central, mas não transporta morto." 

Antônia Cristina ainda enviou um áudio de esclarecimento a nossa reportagem com respeito aos atendimentos realizados pelo Samu.

Tentamos ainda entrar em contato com a família, porém, até o fechamento da reportagem não obtivemos êxito. 

  • Image
  • Image
  • Image
         
PUBLICIDADE