Segunda, 23 Maio de 2022
PUBLICIDADE
COTIDIANO | VALPARAÍSO DE GOIÁS - GO
04/05/2022 - 17:49
Mulher dá à luz dentro de carro após entrar em trabalho de parto quando passava pela BR-040, em Valparaíso de Goiás
Parte da via foi interditada durante atendimento da PM à jovem. Após o parto, ela foi encaminhada ao Hospital Regional do Gama, no Distrito Federal.
O ÂNCORA MT
Mulher dá a luz em BR-040, em Valparaíso de Goiás, em Goiás. Foto: Divulgação/Polícia Militar. Reprodução.

Uma mulher de 27 anos deu a luz às margens da BR-040, na manhã desta quarta-feira (4), em Valparaíso de Goiás, no Entorno do Distrito Federal. Poliana Maria estava acompanhada de um amigo, que dirigia o carro, e foi atendida por dois policiais militares que passavam pelo local durante patrulhamento da região.

O 1º sargento da Polícia Militar, Ronaldo dos Santos, explicou que socorreu a jovem ao avistar um carro parado nas margens da BR-040, sentido Brasília.

"Um homem estava pedindo socorro do lado de fora, até pensamos ser um assalto, mas quando fomos lá, a mulher estava em trabalho de parto", disse o policial.

A mulher foi encaminhada ao Hospital Regional do Gama, do Distrito Federal. Apesar do susto de entrar em trabalho de parto em meio a BR, o sargento explica que a mãe passou bem quando deu à luz à criança.

O g1 entrou em contato com o Hospital Regional do Gama por ligação às 16h50 para saber atualizações sobre o estado de saúde da mulher e da criança, mas não obteve retorno até a publicação desta reportagem.

Bebê nasce em BR-040, em Valparaíso de Goiás, em Goiás — Foto: Divulgação/Polícia Militar


Parto na BR-040

O 1º sargento Ronaldo dos Santos explicou que o homem é amigo de Poliana e que ele vinha de Luziânia na tentativa de conseguir atendimento para a mulher no Distrito Federal. No entanto, ao quando o homem passou por Valparaíso, a amiga teria começado a gritar anunciando que o bebê estaria nascendo.

No local, os policiais fecharam uma faixa da via da BR-040, sentido Brasília, com a intenção de evitar acidentes. Em seguida, acionaram à base do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) que havia próximo ao local.

"Em todo o tempo ficamos monitorando o estado de saúde da mãe e da bebê. Quando o SAMU chegou, cortaram o cordão umbilical da criança e levaram ela para o hospital", completou o PM.

O sargento não escondeu a emoção de ter tido a oportunidade de contribuir com o socorro de Poliana.

"Tenho 22 anos de polícia e nunca atendi uma ocorrência desse tipo. Foi gratificante poder ajudar alguém que estava precisando, principalmente em uma situação dessa. A vida quando vem assim nos dá um ânimo e uma força", acrescentou Ronaldo.


Fonte: G1 MT


             
    PUBLICIDADE