Terça, 26 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COTIDIANO | QUIRINÓPOLIS GO
04/12/2020 - 13:57
Moradora ofende coletores de lixo que trabalhavam em rua de Quirinópolis: "Gente porca e nojenta"
Segundo superintendente de Limpeza Pública, sacos foram reunidos em um ponto da rua, em frente à casa da mulher, por poucos minutos, para facilitar o recolhimento. Publicação causou revolta em moradores.
O Âncora MT
Mulher ofende coletores de lixo por terem juntado lixo sacos próximo à sua casa, em Quirinópolis-GO. / Foto: Reprodução TV Anhanguera

Coletores foram ofendidos por uma moradora durante a coleta de lixo em Quirinópolis, no sudoeste de Goiás. Segundo a prefeitura, além de agredir verbalmente os funcionários no momento do serviço, a mulher ainda publicou em uma rede social uma mensagem mostrando o lixo acumulado próximo à entrada da residência dela e chamando os trabalhadores de “gente porca e nojenta”.

A postagem foi feita na última terça-feira (1º). O G1 não conseguiu contato, até a última atualização desta reportagem, com a autora da publicação para que ela comentasse o caso.

O superintendente de Limpeza Pública da cidade, Narno de Souza Mattos, contou que dois coletores passam, a pé, em todas as casas da rua e juntam todo lixo em um único ponto para, momentos depois, o caminhão parar e recolher tudo. O objetivo é acelerar o trabalho das equipes.

“O lixo estava na rua, não estava na calçada, e ela ofendeu os rapazes que estavam trabalhando. Depois, ela tirou uma foto e postou. Mas aquele lixo ia ficar pouco tempo ali”, disse.

Na postagem, a mulher se diz “indignada com a falta de higiene desses ‘lixeiros’ da cidade”. “Gente que merece esse emprego que tem mesmo. Bem na porta da minha casa. Gente porta e nojenta dessa administração atual. Está acabando”, escreveu a moradora.


REVOLTA

Rapidamente, muitas pessoas começaram a fazer críticas à mulher, que apagou o post e excluiu a rede social. Porém, algumas pessoas salvaram a publicação e repostaram fazendo críticas ao comportamento dela.

Um deles foi Marcos Sander, que já foi motorista do caminhão de coleta. “Eu sei o tanto que os meninos sofrem. É fedido, tem gente que coloca animal morto e caco de vidro. Eles sofrem acidentes. Andam no mínimo 25 km por dia carregando peso e correndo atrás do caminhão. Isso me deixou revoltado, foi um comentário muito infeliz”, contou.

Após a publicação, alguns coletores chegaram a dizer que não gostariam mais de continuar trabalhando na área pois, mesmo não estando na equipe que foi ofendida, também se sentiram humilhados.

O superintendente de Limpeza Pública informou que fez uma reunião com todos para mostrar a importância deles e dar apoio aos servidores. “Isso demonstrou uma fraqueza de espírito dessa mulher. Todo mundo é ser humano, ninguém merece ser tratado assim”, completou.

Quirinópolis tem quase 50 mil habitantes e, diariamente, são coletadas cerca de 100 toneladas de lixo doméstico.

A Procuradoria do Município vai registrar o caso na Polícia Civil, que investigará o fato como crime contra a honra.


Fonte: G1 GO

             
    PUBLICIDADE