Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COTIDIANO | PARÓQUIA ARAGARÇAS
27/07/2020 - 13:19
Católicos se preparam para celebração do Padroeiro de Aragarças-GO
Veja a programação da festa, que acontece durante os próximos dias no município goiano.
Jozean Benício de Almeida
Celebrações serão transmitidas pelas redes sociais da Paróquia Senhor Bom Jesus de Aragarças-GO. / foto: Reprodução

Começou nesse domingo (26/07), as celebrações da festa em louvor ao Senhor Bom Jesus em Aragarças, no Oeste Goiano. A programação, dedicada ao padroeiro da cidade, vai contar com missas transmitidas ao vivo pelas redes sociais, medida tomada durante o período de pandemia. 

Na abertura, uma galinhada foi promovida pela comunidade, a próxima programação social será no dia 01, onde uma "live" do cantor Marcelo dos Teclados irá animar o leilão que também será feito pela internet. Já no dia 02 de agosto a "live" de Ney e Cristiano irá dar início ao sorteio da rifa as 15h30min.

A 96° Festa em Louvor ao Senhor Bom Jesus, dará abertura à algumas pessoas de pastorais para que possam contribuir com a liturgia, além de algumas famílias da comunidade. Para o dia 06, poucos comerciantes foram convidados para a missa, representando todos os empresários da região.

O dinheiro arrecadado com a programação social ajudará a custear as despesas da igreja, que no tempo de pandemia passa por algumas dificuldade.

A festa segue até o 06 de agosto, dia do Senhor Bom Jesus, quando às 17h, será realizada uma carreata, que sairá da Igreja Matriz e percorrerá algumas ruas da cidade, e retornará para a paróquia, onde vai ser celebrada uma missa Solene de encerramento da festa às 19h.


DEVOÇÃO

Conforme uma determinação da Igreja, todas as festas particulares de Jesus Cristo, que não tem dia próprio assinalado, devem ser celebradas no dia 06 de agosto. Assim se explica a celebração, no Brasil, da Festa do Senhor Bom Jesus no dia da Transfiguração, dia 06 de agosto.

A festa da Transfiguração do senhor tem por base os relatos substancialmente idênticos dos três sinóticos (Mt 17,1-8: Mc. 9,28b-36), segundo os quais Jesus subiu com Pedro, Tiago e João a um alto monte e aí se transfigurou perante eles, e Moisés e Elias lhes apareceram, conversando com Jesus. Deu-se então uma teofania, quando uma saída da nuvem disse: “Este é meu filho amado, em quem me compraz, ouvi-O” (Mt 17,5); enquanto isso uma pomba pairava sobre o Cristo. Este acontecimento tornou-se tema da celebração de uma liturgia.

Esta festa da Transfiguração, já foi celebrada no século V em vários lugares do Oriente. Conforme uma tradição bem antiga, o milagre da Transfiguração no monte Tabor teria acontecido quarenta dias antes da crucificação de Jesus. Mas para não ter uma festa de alegria no tempo da quaresma, ela foi colocada dias antes da Festa da Exaltação da Santa Cruz, celebrada no dia 14 de setembro, solenidade que lembra o drama de Sexta-feira Santa. (De 06 de agosto a 14 de setembro passam quarenta dias: dos quais vinte e seis em agosto e quatorze em setembro). O Papa Calixto II (1455 – 1458) introduziu a festa da Transfiguração em toda a Igreja, em agradecimento pela vitória dos Cristãos sobre os Turcos, perto de Belgrado em 1457. O milagre do Tabor tinha como finalidade de sua morte na cruz e também queria dar a eles um antegozo da gloriosa ressurreição no dia da Páscoa.

             
    PUBLICIDADE