Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
COTIDIANO | GOIÂNIA GO
14/12/2020 - 13:54
Após quase 20 anos de obras, novo Hospital das Clínicas da UFG é inaugurado nesta segunda-feira
Unidade já havia inaugurado, em agosto, 60 leitos para atender pacientes com Covid-19. Nova estrutura tem 20 andares e capacidade para 600 leitos de internação.
O Âncora GO
Após quase 20 anos de obras, novo Hospital das Clínicas da UFG vai ser inaugurado na segunda-feira. / Foto: Reprodução Secom UFG

Após quase 20 anos de obras, o novo Hospital das Clínicas da Universidade Federal de Goiás (HC-UFG) será oficialmente inaugurado nesta segunda-feira (14), às 9h, em Goiânia-GO. A unidade, que já havia inaugurado leitos de Unidade de Terapia Intensiva (UTI) para atender pacientes com Covid-19 em agosto deste ano, possui 20 andares e capacidade para 600 leitos de internação.

Apesar da capacidade, o novo prédio iniciará os atendimentos com metade dela, isto é, com 300 leitos em funcionamento. Segundo a assessoria da UFG, a oferta de leitos aumentará de forma gradativa, "de acordo com o planejamento das autoridades e instituições". Já os ambulatórios e pronto-socorro continuam funcionando no antigo prédio.

Segundo a UFG, este é um dos maiores hospitais de universidade federal do país. O hospital, que começou a ser construído em 2002, tem 44 mil metros quadrados de área e também dispõe de auditórios e salas de aula para os estudantes da universidade que realizam atividades acadêmicas na unidade.

A cerimônia de inauguração, no Campus Colemar Natal e Silva, no Setor Universitário, também celebrará os 60 anos da UFG. Devido à pandemia de coronavírus, o evento será restrito a convidados, para evitar aglomerações.

Em outubro deste ano, o reitor da UFG, Edward Madureira Brasil, e o superintendente do HC, José Garcia Neto, receberam a visita do secretário de Atenção Especializada à Saúde (SAES) do Ministério da Saúde, Luiz Otávio Franco Duarte, que conheceu o novo edifício de internações do HC.

OBRA

O novo edifício de internações possui 20 andares com capacidade para 600 leitos de internação. Ao todo, são oito andares de internação geral, com 60 leitos cada um, além de um pavimento exclusivo para a internação de pacientes transplantados, dois pavimentos para centro cirúrgico e outros pavimentos para UTI adulto, UTI pediátrica e UTI neonatal.

O hospital também conta com áreas destinadas ao ensino e à pesquisa, como as salas de professores e o auditório para reuniões de supervisores e residentes, além das áreas destinadas aos profissionais de saúde, como o setor de nutrição e os ambientes para descanso e repouso.

O custo total da obra foi de R$ 170 milhões para a construção do edifício e R$ 20 milhões para a aquisição de equipamentos. Os recursos são oriundos da UFG, da Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (Ebserh), que atualmente administra o HC, e de emendas parlamentares da bancada goiana no Congresso Nacional.

O prédio possui enfermarias climatizadas, com sistema de segurança por câmeras e adaptadas para pessoas com necessidades especiais, sistema de farmácia satélite em cada pavimento e sistema de geração de energia, composto por sete geradores, projetado para manter todo o edifício funcionando normalmente mesmo se ocorrer falha no fornecimento de energia elétrica.



Fonte: G1 GO

             
    PUBLICIDADE