Sábado, 16 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
BRASIL | CANARANA - MT
29/01/2021 - 15:33
Som alto durante a madrugada tira o sono de pessoas que vivem no centro de Canarana (MT); VEJA VÍDEO
No último final de semana caminhões foram flagrados transitando e buzinando no centro do município durante a madrugada. Carros com som automotivo e gritos em bares também incomodaram moradores.
O Âncora MT
Caminhão que supostamente estaria circulando e buzinando durante a madrugada na avenida. / Foto: Reprodução

No último final de semana moradores do centro de Canarana, município do interior mato-grossense, informaram que tiveram grandes dificuldades para dormir e temem que este seja bem parecido, o motivo, é que o som extremamente alto de um bar e dos carros de som que passam pela avenida ultrapassaram as paredes das casas e apartamentos.

"É praticamente impossível ter sossego", afirmou um morador que, com medo de represálias, preferiu não se identificar. 

Em um vídeo enviado pelo mesmo morador é possível notar o barulho e o incômodo. Ele capturou as imagens dentro do quarto para mostrar a altura do som, próximo ao semáforo da Avenida Paraná.

(VEJA O VÍDEO NO FINAL DA MATÉRIA)

Vários comentários foram enviados ao morador que postou o vídeo, veja alguns:

"[...] isso é horrível, se transformou uma perturbação do sossego coletiva, eu não sei o que as pessoas tem na cabeça para colocar o som no último, e esses escapamentos furado, eu acho que é merd..."; 

"Esses sem futuro da buzina aí não me deixou dormi buzinando aqui na rua a noite toda. A buzina parecia que estava aqui dentro de casa toda hora assustava";

"Perturbar o sossego alheio (mediante gritaria, algazarra, abuso de instrumentos musicais, sinais acústicos, dentre outras situações) é crime, nos moldes do artigo 42 do Decreto-Lei Nº 3.688/41, passível de prisão simples, de 15 (quinze) dias a 3 (três) meses, ou multa".

VEJA A LEI MUNICIPAL QUE TRATA SOBRE O ASSUNDO

lei_municipal_ruidos.PDF 

Ele ainda informou que, durante a madrugada, três caminhões "desfilavam" na avenida sem parar de buzinar, do apartamento é possível ver o momento em que um deles passava. O vídeo foi gravado por volta das 01h25min do último domingo (24/01).

A reclamação não é somente de barulho fora de hora mas, também,  de pessoas que não estão respeitando o isolamento social, e lotam alguns bares no centro do município, o que tem gerado incômodo e irritação. Desde que começou o isolamento, a situação se agravou e a relação entre vizinhos de bares está se tornando um desafio.

No status, em um aplicativo de mensagens, um morador escreveu a seguinte frase: 

"Canarana já foi uma cidade boa para se morar, mas está muito ruim aqui no centro, é só carro com som automotivo, motos com escapamentos modificado, gente gritando na rua, olha o horário: 23h55min", disse.

Em seguida fez uma outra postagem.

"Será que ninguém pode fazer nada a respeito", questionou. 

A equipe de jornalismo do site O Âncora entrou em contato com a Polícia Militar, de acordo com a corporação, em todos os momentos a viatura realiza rondas pelo centro e bairros afastados, no entanto, sempre que pessoas com som alto veem a guarnição, eles acabam abaixando o som. Neste caso, para que seja resolvido com mais rigorosidade, é importante que a população entre em contato via 190 e se identifique na ocorrência, para que, em casos mais graves, o som automotivo seja apreendido. 

Em conversa com o Capitão Yamada, da Polícia Militar, foi informado que os trabalhos de fiscalização são cobrados rotineiramente por ele mas, em casos como este, é muito importante a identificação. 

"Sem a representação da vítima, nós não podemos agir de maneira unilateral, apreendendo o som, ou coisa do tipo, apenas o policial solicita que os proprietários dos sons abaixem o volume ou desliguem os aparelhos", afirmou o capitão.

Ele ainda disse que multas são aplicadas frequentemente.

"Existe a multa só som automotivo em via pública, sendo que essa é feita com frequência em nosso município, mas muita vezes não surte muito efeito, por que o aparelho de som não é Apreendido", disse. 

             
    PUBLICIDADE