Terça, 15 Junho de 2021
PUBLICIDADE
BRASIL | MATO GROSSO
28/04/2021 - 18:30
Motociclista tem garganta perfurada por pássaro e percorre 9 km com ave no pescoço
Indígena continuou conduzindo a moto até chegar à aldeia onde mora. Ele desmaiou de dor.
O Âncora MT
Ariramba-preta — nome científico Brachygalba lugubris. / Foto: Reprodução

Um jovem indígena da etnia Umutina teve a garganta perfurada por um pássaro quando andava de motocicleta em uma estrada vicinal na região da aldeia Águas Correntes, em Barra do Bugres (MT). Eik Júnior Monzilar Parikokoriu, de 23 anos, percorreu 9 quilômetros com o pássaro preso ao seu corpo até chegar, ferido, à sua aldeia.

No local, sentindo falta de ar, ele desmaiou de dor. O incidente ocorreu no último sábado (24).

Eik contou que havia acabado de realizar um trabalho como artesão na cidade e retornava para a aldeia. Ele parou para aguardar a poeira baixar depois que um carro havia passado pelo local. Assim que saiu, um pássaro bicou a sua garganta — o que resultou num buraco no seu corpo.

Após os primeiros socorros prestados pela família, ele foi levado para atendimento na Unidade Básica de Saúde, que fica na aldeia. Lá, conseguiram tirar o pássaro do seu pescoço.

A técnica de enfermagem Elizete Ariabo Calomezore, que fez os primeiros socorros na unidade, contou que nunca tinha atendido nenhum caso parecido.

“Ele puxou o pássaro [que ainda estava na garganta] e começou a sangrar pelo pescoço e pelo nariz. Fiz a limpeza e liguei para o médico, que me passou as orientações para o atendimento. Segui as orientações dele e o encaminhei, com o pássaro, para a médica de plantão avaliar de perto lá em Barra do Bugres”, contou.

Depois de ser atendido na unidade básica, Eik foi levado de ambulância até a Unidade de Pronto Atendimento de Barra do Bugres (MT).

Segundo especialistas, este primeiro atendimento da enfermeira foi fundamental para que a situação não se agravasse.

Fonte: G1MT

             
    PUBLICIDADE