Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
BRASIL | CANARANA - MT
31/12/2020 - 16:38
Em entrevista à Rádio Araguaia FM, Fábio Faria (DEM) comenta sobre cerimônia de posse neste dia 1º de janeiro
“Nós vamos ter a posse presencial com todas as medidas de segurança, seguindo os protocolos de distanciamento, de máscara, álcool gel”, disse o prefeito.
Por Jozean Benício, O Âncora MT
Fábio Faria em entrevista à Radio Araguaia FM. / Foto: Reprodução

O prefeito reeleito em Canarana, município do interior mato-grossense, Fábio Faria (DEM), e o vice-prefeito Vilson Bigueline (PSD), estiveram na manhã desta quinta-feira (31/12), nos estúdios da Radio Araguaia FM, a pauta, a cerimônia de posse e os trabalhos realizados nos últimos quatro anos, além dos desafios para os próximos quatro. 

Em determinado momento, Robinson Braz, locutor, perguntou ao prefeito como seria a cerimônia de posse neste dia primeiro de janeiro. Em alguns municípios brasileiros a presença da população não será autorizada. 

De acordo com Fábio Faria (DEM), a posse será com a presença da comunidade, mas, seguindo as orientações dos órgãos de saúde. 

"Nós vamos ter a posse presencial, né Robinson, com todas as medidas de segurança, seguindo os protocolos de distanciamento, de máscara, álcool gel. Fornecendo tudo isso aí para quem quiser ir lá assistir", disse o prefeito.

Em uma outra parte da entrevista, Fábio Faria (DEM) informou que, caso algumas pessoas não queiram participar presencialmente, a posse será transmitida por suas redes sociais. 

" [...] mas, comunicar também a população que vai ser transmitido ao vivo pelas minhas mídias sociais, a rádio também vai estar transmitindo [...], quem sentir mais a vontade de ficar em casa vai conseguir acompanhar a posse em tempo real", afirmou Fábio Faria (DEM). 

A posse está marcada para às 10h00min na Feira do Produtor, e também será transmitida ao vivo pela TV Cidade Interativa (Canal 20.1 HD), a afiliada da Rede TV, em Canarana-MT. 

Ainda, durante a entrevista, o prefeito reeleito comentou sobre o cancelamento da festa de Réveillon, a decisão foi tomada para evitar a proliferação do novo Coronavírus. Fábio Faria (DEM) destacou que pelo momento de pandemia que o Brasil está passando, seria irresponsável fazer um evento que juntaria entre duas a três mil pessoas e acabar disseminando ainda mais o vírus, quando ainda não há a cura, mas, depois da vacina, o cenário será outro. 

Sobre o retorno das aulas, o chefe do Poder Executivo disse que já está sendo estudado pelos Secretários de Educação e Saúde. 

 À Radio Araguaia, Vilson Bigueline (PSD) afirmou que a responsabilidade para os próximos quatro anos é bem maior, e que o marco na gestão dos últimos quatro anos foi a instalação de grandes empresas em Canarana (MT).

Fábio Faria (DEM) e Vilson Bigueline (PSD) encerraram a entrevista agradecendo a população.









             
    PUBLICIDADE