Domingo, 17 Outubro de 2021
PUBLICIDADE
BRASIL | VÁRZEA GRANDE MT
26/10/2020 - 16:05
Bariátricas continuam suspensas e sem previsão de retorno mesmo após volta das cirurgias eletivas em Mato Grosso
As cirurgias eletivas, que são aquelas agendadas, foram suspensas em março, no início da pandemia, e devem voltar em novembro.
O Âncora MT
Hospital Metropolitano de Várzea Grande-MT. / Foto: Reprodução

Os hospitais estaduais em Mato Grosso devem retomar as cirurgias eletivas a partir de novembro, após sete meses de suspensão por causa da pandemia. No entanto, o Hospital Metropolitano, em Várzea Grande-MT, irá continuar atendendo apenas os casos de Covid-19. Por causa disso, as cirurgias bariátricas, que são feitas apenas nessa unidade, continuarão suspensas no estado.

As eletivas foram suspensas em março deste ano, como medida preventiva a contaminação do nova coronavírus.

A Secretaria Estadual de Saúde (SES) informou, por meio de nota, que a gestão ainda estuda e planeja, juntamente com os municípios, a maneira mais adequada de retomar os procedimentos eletivos no cenário da pandemia.

A funcionária pública Ilana Karine Müller conta que, depois de dois anos de espera, finalmente tinha a data marcada da cirurgia bariátrica.

Ela mora em Água Boa-MT, a 736 km da capital, e já tinha conseguido até as passagens para Várzea Grande-MT, na região metropolitana, onde é feito o procedimento.

"Quando eu recebi a ligação, foi uma alegria muito grande. Mas durou pouco, porque logo a cirurgia foi cancelada. A gente liga no hospital e eles falam que não tem nenhuma informação, nem previsão", conta.

Ilana é obesa desde criança. Após muita luta, conseguiu a cirurgia, que deve ajudá-la a melhorar a qualidade de vida, já que sofre, atualmente, com muitos problemas de saúde como a hipertensão, desvio de coluna e problema no joelho.

A diarista Patrícia Aquino, de Pontes e Lacerda-MT, a 483 km da capital, conta que também tem problemas de saúde, como hipertensão e diabetes, e que a cirurgia irá ajudá-la.

"Não tenho condições de trabalhar no momento devido ao meu peso. Tenho 28 anos e decidi lutar pela cirurgia para que eu tenha uma qualidade de vida melhor, não só pela estética, mas pela saúde", explica.

Pacientes de todo o estado estão na fila de espera para o a cirurgia bariátrica. A fila para as cirurgias eletivas, que são aquelas agendadas, cresceu muito durante a pandemia, já que foram suspensas.

Segundo o Ministério da Saúde, em Mato Grosso, 23 mil pessoas aguardam por cirurgias eletivas. Com a queda no registro de casos de Covid-19, os hospitais foram liberados para voltar a fazer os procedimentos.

As eletivas deverão ser retomadas primeiro no Hospital Estadual Santa Casa, com os procedimentos oncológicos, ortopédicos e clínicos.


Fontes: G1 MT

             
    PUBLICIDADE