Segunda, 23 Maio de 2022
PUBLICIDADE
BRASIL | MATO GROSSO
03/02/2022 - 19:06
Auxílio-saúde pago a magistrados de MT tem reajuste de 100% e chega a R$ 3,5 mil
Com o reajuste, o benefício corresponde a 10% do salário de cada magistrado.
O ÂNCORA MT
Magistrados terão aumento de 100% no auxílio-saúde. Foto: Tribunal de Justiça de Mato Grosso/Assessoria. Reprodução

O auxílio-saúde concedido aos desembargadores e juízes de Mato Grosso foi reajustado. A portaria do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) foi publicada na terça-feira (1°), com a regulamentação do pagamento do programa de assistência à saúde suplementar aos magistrados.

Com a alteração, o benefício corresponde a 10% do salário de cada magistrado, o que representa um aumento de até 100%.

A medida cabe tanto aos magistrados ativos e os inativos.

O regulamento anterior estabelecia que o auxílio-saúde o pagamento de 5% do salário.

O Tribunal de Justiça foi procurado e informou que não vai se manifestar sobre o assunto.

Com o novo texto, o auxílio será concedido em cota única mensal máxima no valor de 10% do subsídio e, com isso, os valores recebidos por cada magistrado é diferente, já que os salários variam.

Levando em conta os salários dos magistrados divulgados no Portal Transparência do Tribunal de Justiça, veja quanto cada um deles deve receber:

  • Desembargador - Salário: R$ 35.462,22 | Valor do benefício - R$ 3.546,22
  • Juiz auxiliar 1 - Salário: R$ 33.689,11| Valor do benefício - R$ 3.368,91
  • Juiz de direito de entrância especial - Salário: R$ 33.689,11 | Valor do benefício - R$ 3.368,91
  • Juiz de direito de 3ª entrância - Salário: R$ 32.004,66 | Valor do benefício - R$ 3.200,46
  • Juiz de direito de 2ª entrância - Salário: R$ 30.404,42 | Valor do benefício - R$ 3.040,44
  • Juiz de direito de 1ª entrância - Salário: R$ 28.884,20 | Valor do benefício - R$ 2.888,42
  • Juiz substituto - R$ 27.439,99 | Salário: Valor do benefício - R$ 2.743,99

A portaria 73/2022 foi assinada pela presidente do Tribunal de Justiça, desembargadora Maria Helena Póvoas.

Os valores são pagos mensalmente.


Fonte: G1 MT

             
    PUBLICIDADE