Terça, 15 Junho de 2021
PUBLICIDADE
AGRONEGÓCIOS | BONS RESULTADOS
08/10/2020 - 23:32
Recorde: safra 2020/21 de milho deve chegar a 105,2 milhões de toneladas
No geral, a produção de grãos do Brasil deve superar em 4,2% o recorde obtido na temporada recém-finalizada, chegando a 268,7 milhões de toneladas.
O Âncora MT
Foto: Pedro Silvestre/Canal Rural

A produção de milho na safra 2020/2021 deve atingir 105,2 milhões de toneladas, maior volume da história, com aumento de 2,6% sobre o ciclo anterior, mesmo com redução de 1,1% na área. Os dados fazem parte do 1º Levantamento da safra de grãos 2020/2021 divulgado pela Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) nesta quinta-feira, 8.

De acordo com a Conab, a área de milho plantada na safra de verão apresenta pouca representatividade na oferta brasileira ao competir com a soja, que detém a preferência dos produtores. A produção nesse período visa atender, prioritariamente, nichos como o segmento de confinamento e a demanda nordestina.

“A possibilidade de cultivo de milho no segundo momento da safra explica a diminuição das área de milho primeira safra. A safra 2011/12 marca o momento em que a segunda safra, até então denominada safrinha, assumiu o protagonismo como a principal safra de milho do país. A semeadura está avançando na Região Sul, enquanto as outras regiões esperam por condições mais adequadas ao plantio”, informou a companhia em boletim oficial.


OFERTA E DEMANDA 

No consumo doméstico, a Conab projetou um volume de 71,8 milhões de toneladas, aumento de 4,6%. “Esse crescimento se deve ao bom desempenho esperado para o setor de proteína animal brasileira no mercado exportador para 2021”, explica a entidade.

Para as importações, foi mantido a quantidade de 900 mil toneladas para a safra 2020/2021, assim como o esperado para 2019/2020. “É importante destacar que a Conab se mantém atenta ao cenário nacional de abastecimento de milho e as probabilidades de realizar ajustes no volume total a ser importado do grão devido a deficiências logísticas regionais. Assim, não descartamos a possibilidade de ajustes futuros nesta variável”.

O estoque final esperado para a safra 2020/2021 deverá ser de 9,7 milhões de toneladas, queda de 7,2% em relação ao período anterior. Apesar disso, em fevereiro de 2022, o Brasil deverá ter milho suficiente para atender a demanda total por um período de aproximadamente 1,6 meses.


SAFRA TOTAL

Ao total, a nova safra de grãos do Brasil deve chegar a 268,7 milhões de toneladas, crescimento de 11 milhões de toneladas ou 4,2% sobre a temporada 2019/2020, que registrou recorde de 257,7 milhões de toneladas.


SOJA 

Para a entidade, o Brasil tem potencial para produzir até 133,6 milhões de toneladas de soja nesta temporada, puxado principalmente por uma recuperação de safra do Rio Grande do Sul e um grande aumento de produção em Mato Grosso do Sul.

Segundo a entidade, a área com a oleaginosa deve ocupar um total de 37,8 milhões de hectares, 2,5% a mais que a safra 2019/2020. Essa elevação será puxada por incremento de área em pelo menos 12 dos 20 estados acompanhados pela Conab.


Fonte: Canal Rural

             
    PUBLICIDADE